Agentes da SMTTM levam orientação e segurança para pedestres em cruzamentos de Caxias do Sul
Campanha busca incentivar boas atitudes no trânsito, além de chamar a atenção ao comportamento incorreto de quem está a pé
Atualizado dia 14/03/2018 às 14:00

Fazer a travessia na faixa de segurança, respeitar o sinal verde do semáforo para pedestres, pressionar a botoeira para pausar o trânsito de veículos onde não há tempo exclusivo e permanecer em segurança na calçada, aguardando os carros pararem totalmente antes de atravessar a rua. Essas foram algumas orientações repassadas pelos agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) e por multiplicadores em educação, na ação voltada à conscientização ao pedestre organizada nesta terça-feira (13/03), em Caxias do Sul.

Organizada pela Escola Pública de Trânsito (EPT), com o apoio de agentes da Fiscalização de Trânsito, representantes de Centros de Formação de Condutores (CFCs) e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave) Municipal e Estadual, a campanha buscou incentivar boas atitudes de pedestres, além de chamar a atenção do comportamento incorreto de quem está a pé. A atividade foi realizada na rua Sinimbu, nas esquinas com a Dr. Montaury e a Visconde de Pelotas, no Centro. Em quase duas horas, os agentes e os multiplicadores abordaram cerca de 200 pedestres, além de motoristas que também receberam orientações sobre o tema.

Ao esperarem o semáforo indicar o tempo correto para a travessia, os fiscais e o grupo de multiplicadores entregavam um panfleto com dicas de segurança, conversavam sobre a necessidade do respeito à sinalização de trânsito, além de elogiarem os pedestres que estavam aguardando o sinal verde. Pessoas com dificuldade de locomoção também foram auxiliadas. Com a presença dos agentes, muitos pedestres se sentiram à vontade para relatar aos fiscais casos de desrespeito por parte de condutores, de cruzamentos que poderiam receber semáforos e outras demandas do trânsito.

Fiscais e o grupo de multiplicadores entregaram um panfleto com dicas de segurança nos cruzamentos

A comerciante Isamara Rocha de Macedo, de 35 anos, aproveitou para tirar dúvidas. Ela relatou que, muitas vezes, ignora a presença das botoeiras por desconhecer a sua função. Após saber mais sobre o dispositivo de segurança, prometeu utilizar o equipamento sempre que necessário. “Percebi que muitos cruzamentos possuem o botão para pedestre. Eu apertava e o sinal não fechava. Mas agora entendi como funciona, que é preciso apertar o botão, aguardar mais um pouquinho, que nem sempre o sinal dos carros fechará de imediato. É importante saber mais e lembrei de tirar essa dúvida quando fui abordada”, contou.

Além desse público, o grupo também focou em chamar a atenção dos pedestres que mostraram um comportamento incorreto no trânsito. Muitos deles foram flagrados atravessando a rua sem estar na faixa de segurança, não seguindo a orientação dos semáforos e desatentos ao caminhar e falar ao celular. “Esse é o público da nossa campanha, aquele que ignora a faixa de segurança, a indicação do semáforo e acha que sempre tem preferência. Ao flagrarmos uma atitude incorreta, procuramos orientar, alertar para o perigo e o alto risco de atropelamentos. O pedestre é o mais frágil, mas o comportamento dele é fundamental na prevenção de acidentes”, explica o gerente de Educação para o Trânsito da SMTTM, Carlos Beraldo.

Ao ser flagrado tentando atravessar a rua longe da faixa, com pouca visibilidade e sem enxergar a orientação do semáforo, o servidor público estadual aposentado Reginaldo Bittencourt, de 71 anos, foi alertado. Um dos multiplicadores da ação caminhou até ele, explicou o perigo da atitude e o convidou a dar mais alguns passos para realizar a travessia com mais segurança. “Muito difícil usar a faixa. Caminho pouco no Centro. Quando vejo que posso atravessar, eu atravesso”, afirmou. Bittencourt está em um grupo de risco no trânsito. Das 16 mortes por atropelamento registradas no ano passado, sete eram de pessoas acima de 60 anos.

Conforme o secretário de Trânsito, a ação serviu de alerta não só aos pedestres, mas também para a SMTTM

Foto por Leonardo Portella

De acordo com o titular da SMTTM, Cristiano de Abreu Soares, que esteve com os agentes durante a campanha, ações como essa não ficarão restritas ao mês de março. A intenção é que a atividade se torne um programa permanente da pasta, realizada quinzenalmente em mais cruzamentos da área central e dos bairros. “A ação serviu de alerta não só aos pedestres, mas também para a Secretaria de Trânsito. Percebemos várias atitudes erradas de quem está a pé, que mesmo com a presença dos agentes e do grupo de multiplicadores, não se sentiram intimidados. Isso reforça ainda mais a necessidade de continuarmos com esse trabalho, mostrando que atitudes corretas no trânsito salvam vidas”, reforçou.

Outros cruzamentos

Ações semelhantes estão previstas para o dia 22 de março (quinta-feira), às 17h30, na rua Os Dezoito do Forte, esquina com a Moreira César, em frente à FSG, no bairro São Pelegrino. E no dia 27 (terça-feira), a iniciativa será no bairro Nossa Senhora de Lourdes, na Os Dezoito do Forte, a partir das 11h30. Esta última terá foco maior nos condutores, para que respeitem a faixa de segurança e aguardem o pedestre realizar a travessia com segurança. Em caso de mau tempo, as ações serão agendadas para outras datas.

Assessoria de Imprensa - SMTTM