Samae inaugura nova Adutora do Sistema Marrecas na próxima segunda-feira
Construção beneficiará mais de 60 mil moradores da Zona Norte de Caxias do Sul
Atualizado dia 29/05/2018 às 18:54

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) inaugura, na próxima segunda-feira (21/05), a Adutora de Distribuição de Água Tratada do Sistema Marrecas para a Zona Norte. A solenidade ocorre às 16h, no bairro Pôr-do-Sol, uma das comunidades beneficiadas pela construção, na praça ao lado da Escola Municipal Engenheiro Mansueto Serafini. Em caso de chuva, o evento será realizado no ginásio da escola.

A obra executada às margens da Rota do Sol e em outros pontos da Zona Norte recebeu investimento de R$ 6,5 milhões em materiais e R$ 4,5 milhões em serviços, totalizando R$ 11 milhões. Os projetos incluíram a implantação de 8.290 metros de extensão em tubos de ferro fundido. A obra foi dividida em dois lotes: o primeiro de 4.450 metros e o segundo de 3.840. Inicialmente, a adutora levará água tratada para cerca de 60 mil habitantes, podendo atender até 200 mil pessoas da região futuramente.

A Adutora de Distribuição de Água Tratada do Sistema Marrecas começou a ser construída em abril de 2017 e foi projetada para alimentar as demais adutoras que integram as obras relacionadas ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2 - 3ª etapa). O principal objetivo é melhorar a oferta de água aos moradores dos bairros Nossa Senhora de Fátima, Belo Horizonte, Santa Fé, Nossa Senhora do Rosário, Pioneiro, Centenário, Nossa Senhora da Saúde, Moinhos de Vento e arredores, além de reduzir custos de energia com a desativação dos bombeamentos Fátima I e II, Pioneiro I e II, Santa Fé I, II e III, Avenida Santa Fé, Centenário, Parque Oásis e Morada dos Alpes.

Atualmente, esses bairros são abastecidos pela represa Maestra por meio da Estação de Tratamento de Água (ETA) Dr. Celeste Gobbato. A partir do início de operação da nova adutora, a água passará, gradativamente, a ser distribuída por gravidade pelo Sistema Marrecas, o que possibilitará uma vazão maior de água, além da garantia de um aumento de oferta futura para atender o aumento populacional da região.

Assessoria de Imprensa - Samae