1. Início
  2. Notícias
  3. 2016
  4. Fevereiro

Memorial Atelier Zambelli é mais uma atração no Parque de Exposições da Festa da Uva

Publicada dia

A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio do Departamento de Memória e Patrimônio Cultural da Secretaria da Cultura, lembra que o Memorial Atelier Zambelli, localizando no espaço interno do Monumento Jesus Terceiro Milênio, no Parque de Exposições, é mais uma atração para o visitante da 31ª Festa Nacional da Uva.

No local, o público pode conferir o acervo de imagens sacras, resultante de um processo especial de confecção. O acervo exposto compõe-se de 1 mil peças, entre modelos de imagens sacras em gesso e respectivos casulos, e moldes de adornos em cerâmica. Os modelos não apresentam pintura, pois cada imagem e/ou ornamento recebia um tratamento individualizado, tanto no acabamento das feições, vestes e adereços, quanto na coloração adequada à encomenda. Este trabalho confundiu-se com a vida da artesã Ludwina Valesca Reis, que o exerceu por 55 anos, até aposentar-se em 2003. Outros artesãos tiveram ali uma escola, como Mário Spiandorello, André Schiavo e Nadyr Dalle Molle.

HISTÓRIA: o nome Zambelli é sinônimo de arte, em Caxias do Sul. Diferenciando-se dos imigrantes agricultores, os Zambelli traziam conhecimentos adquiridos na Academia de Belas Artes de Milão, Itália. A intensa devoção católica multiplicava a necessidade de imagens e ornamentos para povoar capelas e igrejas. Tarquínio Zambelli (1857-1935) logo ganhou notoriedade com peças esculpidas em madeira, a partir de 1885, quando instala-se em Caxias, no hoje bairro Nª Sª de Lourdes.

Os filhos: Michelangelo, Mario, Estacio e Rafael, aprimoraram habilidades em Buenos Aires, Argentina, onde aprenderam a utilizar o gesso como matéria-prima, adotando a técnica para multiplicar imagens e adornos e, assim atender à demanda.

Michelangelo resolveu montar seu próprio negócio e, a partir de 1914, inicia a produção semi-artesanal de imagens sacras e de ornamentos. O casarão de madeira, situado na avenida Júlio de Castilhos, nº 815, tornou-se referência na região de colonização italiana e para outras localidades do Rio Grande do Sul, até 2004.

Ante a iminência de demolição pela venda do imóvel, todo o material ainda existente em seu interior foi adquirido pela Festa Nacional da Uva.

HORÁRIO ESPECIAL NA FESTA: o Memorial funciona até o dia 06 de março de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h e no sábado e domingo, das 10h às 20h.

Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Caxias

Galeria de imagens
1 de 2 imagens

Foto por ANTONIO LORENZETT

Foto por ANTONIO LORENZETT