1. Início
  2. Notícias
  3. 2016
  4. Dezembro

Mais de 12 milhões de refeições são servidas nas escolas do município em 2016

Publicada dia

A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SMED), informa o balanço referente às refeições ofertadas na Rede Municipal de Ensino no ano de 2016. De acordo com o Setor de Alimentação Escolar da SMED, foram servidas 60 mil refeições diárias. São 1,2 milhão de refeições mensais distribuídas nas 86 Escolas de Ensino Fundamental e 44 Escolas de Educação Infantil. Para a produção das 12 milhões de refeições ao longo do ano letivo, o Município adquiriu 1.480 toneladas de alimentos. No ano passado, foram 1.240 toneladas.

Em 2013 foram investidos R$ 6,6 milhões na Alimentação Escolar. Destes, R$ 2,9 milhões provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Já em 2014, foram investidos R$ 7,8 milhões na aquisição de gêneros alimentícios, sendo R$ 3,2 milhões através do FNDE. No ano de 2015, o investimento foi de R$ 8 milhões, sendo R$ 2,9 milhões do FNDE. Em 2016, a projeção de investimento é de R$ 8,7 milhões, totalizando mais de R$31 milhões investidos nos últimos quatro anos.

Os cardápios são preparados com base no valor nutricional dos alimentos, garantindo os nutrientes necessários para o crescimento e o desenvolvimento adequado dos alunos e o bem-estar no período em que permanecem na Escola. Ainda, visam contribuir no processo de aprendizagem e no rendimento dos estudantes.

A secretária da Educação, Marléa Ramos Alves, salienta a importância da alimentação no âmbito escolar. “Ela garante a formação de hábitos alimentares saudáveis, ensinando os estudantes a se alimentar bem e com qualidade, por meio de cardápios específicos para cada modalidade de ensino. Além disso, favorece o bom desempenho em sala de aula,” afirma.

Os cardápios são elaborados semestralmente, respeitando as referências nutricionais, os hábitos alimentares e a cultura local. Há sete tipos de cardápios: um para a educação infantil, com quatro refeições diárias; um para as escolas de ensino fundamental padrão e outro para as do meio rural, com uma refeição por turno; um para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), com um jantar por turno; um para as escolas contempladas pelo Programa Prato Limpo, com duas refeições; um para as Escolas de Tempo Integral, com quatro refeições por dia; e uma para as instituições de ensino com o Programa Mais Educação, com três refeições diárias.

Em 2016, houve o aumento da frequência de alimentos integrais no cardápio e a manutenção da compra de alimentos orgânicos como doce de frutas, sucos de uva e molho de tomate. Ainda, foi registrada a ampliação do atendimento de crianças com patologias que necessitam de alteração na alimentação, como doença celíaca, intolerância à lactose e alergia à proteína do leite de vaca. Foram atendidas e orientadas 136 crianças da Educação Infantil e 17 do Ensino Fundamental. Em 2015, eram 94 crianças nas Escolas de Educação Infantil e 11 nas de Ensino Fundamental.

Assessoria de Imprensa SMED

Galeria de imagens
1 de 5 imagens

Foto por RAFAEL LOPES

Foto por RAFAEL LOPES

Foto por RAFAEL LOPES

Foto por RAFAEL LOPES

Foto por RAFAEL LOPES