1. Início
  2. Notícias
  3. 2018
  4. Dezembro

SMH convoca moradores do Altos da Maestra para quitação do valor dos lotes

47 famílias residentes no local devem entregar documentação para formalizar contrato do Funcap

Atualizada dia

A Secretaria Municipal da Habitação (SMH) está convocando os moradores do Altos da Maestra para iniciar o processo de quitação de valores do lote e, em alguns casos, dos materiais de construção. A solicitação é para que as 47 famílias residentes no local entreguem a documentação necessária para assinar o contrato do Fundo da Casa Popular (Funcap).

A primeira convocação foi feita em agosto e a segunda em novembro. Porém, até o final de dezembro, apenas sete moradores (14,9%) compareceram na SMH. Todos os proprietários devem entregar a documentação diretamente na secretaria, localizada no térreo da prefeitura. “É importante que as famílias tragam a documentação para que seja efetivado o financiamento e para que possam regularizar essa dívida. Quando quitado, o local pode ser utilizado da melhor forma pelos moradores”, ressalta o titular da pasta, Elisandro Fiuza.

As famílias residem no Altos da Maestra desde 2003 em lotes ou residências, disponibilizadas através de verbas públicas. Desde então, o processo estava no cartório e, somente neste ano, foram liberadas as matrículas. O tempo para liberação se deve ao período entre a implantação do loteamento e a aprovação dele. Agora, os moradores devem efetuar os pagamentos e fazer o financiamento em 10, 15 ou 20 anos, referentes à casa e/ou terreno financiados pelo Funcap.

Localizado no bairro Santa Fé, o Altos da Maestra já possui asfaltamento na rua principal. O titular da SMH destaca que a quitação dos valores possibilitará a continuidade dessas ações. “O financiamento vai condicionar que surjam novos projetos sociais criados pelo Funcap, como novas construções, melhorias e mais projetos habitacionais”, ressalta Fiuza.

Caso todos os moradores não compareçam para assinar o contrato na SMH, será feita uma terceira convocação. Se novamente não for cumprido esse prazo, será aberto um processo de reintegração de posse e encaminhado para a Procuradoria-Geral do Município (PGM) com a justificativa da ação. Com a reintegração, o lote é entregue a outra família que necessite de habitação.

Confira a documentação necessária para fazer o financiamento

Documentos do casal:

- Carteira de identidade e carteira profissional (página com foto, dados pessoais e contratos de trabalho)

- CPF

- Certidão de casamento ou declaração de união estável, com respectiva certidão de casamento averbada (quando separado)

- Documento identificador com foto ou certidão de nascimento dos filhos menores até 18 anos

- Comprovante de renda familiar (3 últimos)

- Comprovante do tempo de residência em Caxias do Sul, prazo mínimo de dois anos, imediatamente anterior ao assentamento

- Para aposentados e/ou pensionistas: carta de concessão do benefício e número do benefício

- Conta de água

Certidões negativas de imóveis em nome do casal:

- Cadastro imobiliário na Prefeitura Municipal

- Cartórios particulares (levar a certidão emitida pelo Cadastro Imobiliário)

Observação: Pessoas não alfabetizadas ou impossibilitadas de assinar deverão providenciar uma Procuração por Instrumento Público com fim específico para assinar contrato de financiamento de imóvel junto ao Funcap. Cópia do RG e CPF do procurador.

Assessoria de Imprensa - SMH