1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Fevereiro

Prefeitura ultrapassa R$ 254 milhões investidos em saúde em 2018

Valor representa 27,3% da receita total do período

Atualizada dia

A prefeitura aplicou R$ 254.361.095,01 em Saúde no ano passado. O investimento representa 27,3% da receita total do Município no período. Ovalor é 17,2% superior ao empenhado em 2017 (R$ 216,8 milhões). Comparativamente a 2016 (R$ 224,2 milhões), o aumento é de 13,4%.

O secretário municipal da Saúde, Júlio César Freitas, explica a queda de 3,4% nos investimentos, de 2016 para 2017. Segundo ele, o primeiro ano da atual administração foi de contenção de despesas, organização e planejamento. “O governo assumiu a prefeitura com deficit. Tivemos que, primeiro, arrumar a casa. Além disso, a arrecadação do município foi menor em 2017 do que no ano anterior. Mesmo assim, cortando despesas supérfluas, como 50% dos Cargos em Comissão (CCs), e trabalhando com um orçamento que não foi projetado por nós, conseguimos abrir a UPA 24H, na zona Norte, promover um mutirão de odontologia, investir no prontuário eletrônico e regularizar o estoque de medicamentos, que estava com mais de 50 itens em falta desde a metade de 2016”, esclarece.

A partir de 2018, com um orçamento que priorizou a Saúde, o governo do prefeito Daniel Guerra colocou seus projetos em prática e o valor aplicado na área voltou a crescer. “Garantimos o pleno funcionamento da UPA 24H; promovemos mutirões de consultas especializadas e cirurgias; ampliamos a oferta de exames à população; nomeamos novos servidores, reforçando especialmente a rede básica; renovamos a frota de ambulâncias; viabilizamos a reforma do Pronto Atendimento 24 Horas, entre outros investimentos”, afirma Júlio Freitas.

Galeria de imagens
1 de 9 imagens

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

De acordo com o secretário, a administração não mede esforços para ampliar e qualificar os serviços de saúde, a fim de atender a demanda crescente de usuários. Por esse motivo, encerra 2018 com mais de 27% da receita municipal aplicada na área, quando o determinado pela legislação é 15%. “Como os recursos vindos da União e do Estado estão defasados, cada vez mais o Município precisa suplementar este valor”,diz.

Considerando os recursos oriundos das três esferas de governo, o valor empenhado em Saúde vem crescendo desde 2016. No ano passado, somou R$ 458,6 milhões. Mais de 55% deste total foram subsidiados exclusivamente pelo Município. A União respondeu por quase 40% e o Estado por 5%, aproximadamente. Em 2017, o total empenhado foi de R$ 416,2 milhões; em 2016, R$ 403,8 milhões. O aumento, em dois anos, foi de 13,5%, somando-se os as verbas municipais, estaduais e federais.

Assessoria de Imprensa - SMS