1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Março

Novo formato da Feira do Peixe vivo registra venda de 3,3 mil quilos até agora

Comercialização está sendo feita em edições mensais de novembro de 2018 a maio de 2019

Atualizada dia

O novo formato da Feira do Peixe Vivo já somou a venda de 3,3 mil quilos até agora. Ao todo, os piscicultores comercializaram mais de R$ 40 mil de diferentes espécies, gerando um movimento de aproximadamente 60 mil pessoas na Praça Dante Alighieri, junto ao Ponto de Safra. Desde novembro do ano passado, a Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa) promove mensalmente a Feira, a fim de possibilitar o escoamento da produção aos piscicultores e estimular o consumo de peixes frescos à comunidade, priorizando a saúde das pessoas. A edição de março ocorreu durante esta terça (05/03), véspera da Quarta-Feira de Cinzas, e registrou a comercialização de 600 quilos.

José Cella, zelador de 59 anos, sempre comprou peixes durante a Semana Santa. Hoje, de passagem pela Praça Dante Alighieri, viu a edição da Feira e resolveu investir. “Estou levando peixes para o almoço de amanhã. É muito vantajoso o preço e também muito melhor para a saúde. Vamos comer em família”, disse. A saúde também foi um diferencial para a escolha de Susana Maria dos Santos. “Eu gosto muito de peixe fresco. Meu genro consome produtos naturais e carne branca. Meu neto não gosta de carne, mas come peixe, o que é muito bom para a saúde. Eu não encontrava peixe fresco em outros lugares e nunca é a mesma coisa que comprar assim, na hora. Vou me organizar para vir mais vezes”, contou a aposentada de 67 anos.

Galeria de imagens
1 de 12 imagens

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

Foto por Adriano Chaves

O metalúrgico aposentado Luiz Tadeu Martins Fogaça vai comemorar seu aniversário de 62 anos nesta quarta (06/03) com um almoço especial para os filhos. “Quase sempre compramos peixes na Feira, mas não sabia que agora acontecia uma vez por mês. Não consumimos muito peixe em casa, mas sempre que temos a oportunidade, compramos. Dá pra levar bastante coisa: hoje, estou levando um bagre e uma carpa húngara”, explicou.

Marlise Perini, 22 anos, foi uma das piscicultoras desta edição. Todo mês uma família diferente é responsável pelas vendas. “As pessoas sempre pediam que fizéssemos mais feiras ao longo do ano, não apenas na Semana Santa. A gente ficou bem contente, vendemos bastante. É muito bom dessa forma, porque geralmente as pessoas não têm onde comprar peixe fresco na cidade”, contou. A família produz em torno de 4,5 mil toneladas de peixes por ano e agora pretende aumentar a produção por conta das edições extras da feira. Além da Praça Dante, durante a tarde a família também comercializou as espécies na Praça das Feiras, junto à Feira do Agricultor.

A feira vende espécies como carpa capim (R$ 11 o quilo); húngara, prateada e cabeça grande (R$ 9 o quilo); além de bagre (R$ 15 o quilo). A próxima edição será durante a Semana Santa (16 a 18 de abril) e a última deste novo formato ocorre em 10 de maio.

Assessoria de Imprensa - Smapa