1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Maio

Samae utiliza software no combate a perdas de água

Sistema supervisório tem atuação na rede de abastecimento de Caxias do Sul

Publicada dia

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) conta com um sistema chamado de supervisório, capaz de monitorar o tratamento e a distribuição de água em Caxias do Sul. O software garante o controle de vazão de água tratada em toda a área urbana do município, além de identificar pontos da cidade com intermitência no abastecimento ou vazamento. O sistema também permite monitorar o bombeamento de água bruta para as estações de tratamento.

O monitoramento é realizado de forma contínua por uma equipe do Samae. A vazão medida na rede pública é representada em gráficos em tempo real na tela do supervisório. Quando é observada uma curva anormal de consumo ou pressão, é acionada uma verificação para saber o local exato do possível vazamento e efetuar o conserto, caso necessário.

Desde sua implantação foi possível melhorar a identificação de pontos com problemas na rede, reduzindo a possibilidade de faltas de água, conforme afirma a fiscal Maria Cláudia Zamboni Fadanelli. "Antes da instalação do sistema, demorávamos para encontrar vazamentos, com a utilização desta ferramenta, conseguimos ter agilidade e precisão maior em relação a isso. Podemos ver no sistema que o vazamento encontra-se entre o ponto A e o B, por exemplo, agilizando o processo como um todo, e consequentemente reduzindo as perdas de água", destaca Maria.

Boa parte das informações do sistema supervisório é alimentada por macromedidores, aparelhos semelhantes aos hidrômetros residenciais, mas capazes de realizar medições de grande vazão. A aferição é feita por eletromagnetismo ou ultrassom. Atualmente, são 54 macromedidores instalados em Caxias do Sul, localizados em pontos estratégicos da rede de abastecimento.

Galeria de imagens
1 de 2 imagens

Foto por Ana Paula Rossi

Foto por Ana Paula Rossi

Rede de esgoto

Por meio do supervisório, a divisão de esgoto do Samae controla quatro estações de bombeamento (Ana Rech, Samuara e duas localizadas no Serrano) e uma de tratamento (Pena Branca). Há previsão para serem incluídas também as estações de tratamento Ana Rech, Belo, Tega e Pinhal.

Assessoria de Imprensa - Samae