1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Junho

Prefeitura conclui instalação de iluminação LED em quatro pontos de Caxias do Sul

Rua Sinimbu, Avenida Itália, Praça Dante Alighieri e Centro Administrativo já estão equipados

Atualizada dia

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Smosp) finalizou em maio a instalação da iluminação pública de LED em quatro pontos da cidade. A rua Sinimbu, a Avenida Itália, a Praça Dante Alighieri e o Centro Administrativo Municipal já contam com os novos aparelhos, que oferecem maior eficiência energética e mais capacidade de iluminação. A Smosp começou a implantação também na rua Pinheiro Machado, integrante da primeira etapa de troca dos antigos equipamentos de vapor de sódio.

Nesta fase inicial, serão investidos mais de R$ 1 milhão na compra de 750 luminárias de LED, contemplando áreas centrais da cidade. A Smosp agora aguarda a chegada da próxima encomenda de 250 equipamentos para finalizar a rua Pinheiro Machado e prosseguir para a Avenida Júlio de Castilhos. Até o momento, foram substituídos 105 pontos na Sinimbu, 21 na Avenida Itália, 48 na Praça Dante Alighieri, 43 no Centro Administrativo e 24 na Pinheiro.

“Cada ponto que trocamos representa uma redução de consumo de energia elétrica de aproximadamente 40%, com 30% mais capacidade de iluminação. Somente com as 750 luminárias da primeira etapa, poderemos economizar até R$ 250 mil por ano em despesas com iluminação pública, o que permite avançarmos nesse projeto”, estima o secretário de Obras e Serviços Públicos, engenheiro Leandro Pavan.

A economia não fica evidenciada apenas na questão do consumo. Outro ponto importante é a redução dos percentuais de manutenção dos equipamentos, uma vez que os índices de falha dos componentes da luminária (LED e driver eletrônico) são menores em comparação com as antigas lâmpadas de vapor de sódio, em conjunto com o reator magnético. “As luminárias LED também possuem garantia de 10 anos, o que faz com que o fornecedor seja responsável por substituir ou reparar o equipamento sem ônus para a prefeitura durante esse período”, acrescenta Pavan.

Galeria de imagens
1 de 29 imagens

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Foto por Mateus Argenta

Como a instalação está condicionada a fatores climáticos, ainda não há uma previsão exata para finalizar a primeira etapa de substituição. “Tudo está sendo executado pelos próprios servidores do Departamento de Iluminação Pública da Smosp. Considerando que se tratam de pontos em áreas de grande fluxo de veículos, o setor executa os serviços após as 22 horas, a fim de ocasionar o menor transtorno possível à cidade. Em condições de chuva ou nevoeiro, o trabalho fica inviabilizado, pois todo o processo é feito com a rede elétrica energizada”, explica o secretário de Obras.

O material que é retirado das áreas centrais não é desperdiçado. As lâmpadas e os reatores passam por um processo de triagem com testes elétricos para avaliar se encontram-se em condições de serem reutilizados. As luminárias são armazenadas pela Smosp e reformadas, quando necessário, para substituírem pontos em caso de necessidade, como na ocorrência de danos por conta de acidentes de trânsito, por exemplo, em outros pontos de Caxias do Sul.

Vapor de sódio X LED

A principal diferença entre os modelos utilizados até então e a nova tecnologia que está sendo implantada pela prefeitura está na durabilidade. As lâmpadas de vapor de sódio duram menos, seja pela queima ou pela redução do fluxo luminoso no decorrer do tempo. Na prática, entende-se que a cada quatro ou cinco anos esses modelos precisem ser substituídos por novos.

Na tecnologia LED, o fluxo luminoso se depreciará em no máximo 70% do inicial no término do período de 50 mil horas de operação, aproximadamente 10 anos. Outra vantagem está na iluminação constante mesmo com grandes variações de tensão na rede elétrica e a uniformidade da iluminação.

Alô, Caxias

Trocas de lâmpadas e consertos de luminárias devem ser solicitados pela comunidade por meio do “Alô, Caxias”, pelo telefone 156 ou do site sac.caxias.rs.gov.br. Para instalar luminárias em novos pontos da cidade, é preciso oficializar o pedido no protocolo geral da prefeitura (rua Alfredo Chaves, 1333), das 10h às 16h.

Assessoria de Imprensa - Smosp