1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Julho

Escola Preparatória de Dança abre inscrições para 2º semestre

Foram disponibilizadas 10 vagas para participantes de 11 a 13 anos

Atualizada dia

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC), por meio da Unidade de Dança, informa que estão abertas, até dia 09 de agosto, as inscrições para os adolescentes interessados em participar da Escola Preparatória de Dança (EPD). As aulas são gratuitas.

O processo seletivo acontece, normalmente, no início do ano e os interessados passam por audições. No entanto, agora como se tratam de vagas ociosas, não é necessário passar por nenhuma pré-seleção, ou seja, as vagas serão preenchidas por ordem de inscrição. Podem se matricular jovens de 11 a 13 anos, que já possuam alguma base em dança, estudantes da rede pública de ensino ou integrantes de instituições de assistência social.

No total, serão 10 vagas para o turno da manhã. As aulas acontecem nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h45 às 11h30 e os alunos deverão frequentar todas as modalidades.

“Os alunos frequentam o projeto por três horas diárias no horário extraclasse, com avaliações periódicas”, explicou a coordenadora administrativa da Unidade de Dança, Cristine Ribas da Costa.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail unidadededanca@caxias.rs.gov.br e/ou pelo telefone (54) 3901.1316 - ramal 203.

Escola Preparatória de Dança

A Escola Preparatória de Dança foi implantada em agosto de 1998, integrando o planejamento da SMC, com o objetivo de criar e estabelecer ações para incentivar a dança junto à comunidade, oportunizando ações de formação artística.

A grade curricular contempla um conteúdo programático desenvolvido por meio de 12 disciplinas e oficinas obrigatórias, distribuídas em seis anos de estudos. O enfoque da escola é a dança contemporânea e artes integradas, proporcionando também aos alunos o contato com outras linguagens corporais e construindo, na educação, o processo criativo, a disciplina e o desenvolvimento crítico artístico-cultural.

O projeto atende, anualmente, uma média de 60 crianças e adolescentes, devidamente matriculados na rede pública de ensino e/ou integrantes de instituições de assistência social.

Foto por Madeleine Reis

Assessoria de Imprensa - SMC