1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Julho

Prefeitura determina que Visate regularize pendências de vistoria em 65 ônibus

Falta de aval técnico implica na reprovação dos veículos do transporte coletivo

Atualizada dia

A Prefeitura de Caxias do Sul determinou que a empresa Viação Santa Tereza (Visate) regularize a inspeção veicular em 65 ônibus da frota do transporte coletivo urbano. A medida foi informada por meio de uma notificação emitida pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) nesta quarta-feira (10/07). A falta do aval técnico implica na reprovação dos veículos para a realização do serviço público por não estarem adequados ao transporte de passageiros, conforme prevê o contrato de concessão. Caso as pendências não sejam regularizadas até sexta-feira (12/07), a concessionária estará passível de autuação pela prática de transporte sem licenciamento.

Realizada duas vezes por ano, a inspeção veicular nos ônibus do transporte coletivo é uma importante ferramenta para atestar a segurança dos veículos e verificar as condições de conservação e manutenção dos ônibus, entre outros itens de funcionamento. A última avaliação, realizada entre 28 de maio e 29 de junho deste ano, analisou 288 veículos da empresa concessionária. Destes, 218 foram reprovados pela empresa Inspekar, credenciada pelo Município e responsável pela verificação dos ônibus da empresa. O número representa 76% da frota analisada com algum tipo de não conformidade.

Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Foto por Leonardo Portella

Foto por Leonardo Portella

Foto por Leonardo Portella

Foto por Leonardo Portella

Após a primeira inspeção, a empresa concessionária providenciou os reparos apontados pela inspecionadora e 153 veículos foram aprovados na segunda vistoria. Os outros 65 coletivos não retornaram para a avaliação e precisam estar regularizados até esta semana para que continuem prestando o serviço à comunidade. “É dever do poder público seguir o que está determinado pela lei e cobrar que as não conformidades sejam reparadas e que os veículos estejam seguros e prontos para o atendimento da população. Não permitiremos que os ônibus sem aprovação técnica circulem pela cidade e cobraremos da empresa concessionária para que apresente soluções para a plena realização do serviço”, salientou o titular da SMTTM, Cristiano de Abreu Soares.

Ainda de acordo com o relatório da inspecionadora, as não conformidades mais observadas durante as vistorias foram problemas em sistemas complementares, como falhas no para-brisa e buzina, entre outros. Foram 147 casos observados. Também foram apresentados 89 problemas em equipamentos obrigatórios como extintor, triângulo e cinto de segurança para o motorista e operador de sistemas; além de 88 falhas nos sistemas de iluminação e freios e 61 casos de inconformidade na sinalização dos ônibus. Ao todo, 470 itens foram reprovados.

Funcionamento dos elevadores de embarque e desembarque também é cobrado durante vistorias ao longo do ano

Foto por Leonardo Portella

Outra preocupação da SMTTM é com os elevadores de embarque e desembarque para pessoas com deficiência. Durante os testes, 33 equipamentos foram reprovados e precisaram passar por reparo para que o coletivo fosse aprovado durante a vistoria. Além das vistorias realizadas semestralmente, os fiscais da unidade também realizam inspeções ao longo do ano para verificar o funcionamento dos elevadores e cobrar o funcionamento pleno do equipamento.

Assessoria de Imprensa – SMTTM