1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Setembro

Programação do 21º Caxias em Cena mescla espetáculos de comédia, drama e infantis

Teatro Municipal Pedro Parenti recebeu, nesta terça-feira, o espetáculo “Diana” com Celso Frateschi

Publicada dia

O 21º Caxias em Cena apresentou, nesta terça-feira (10/09), o espetáculo “Diana”, encenado pelo ator global e dramaturgo, Celso Frateschi. A peça levou para o palco do Teatro Municipal Pedro Parenti, na Casa da Cultura, a história de um professor de periferia que se apaixona por uma escultura. Cerca de 67 pessoas conferiram a peça.

Ambientada nos anos 60, a peça é um monólogo que discute temas, como: perda, desprezo e intolerância. Tudo isso a partir das desilusões interpessoais vivenciadas pelo personagem e que o incentivam a se comunicar com objetos inanimados. É assim que ele se apaixona pela escultura “Depois do Banho”, do italiano Victor Brecheret, a quem ele chama de Diana, que também é o nome do espetáculo.

“A primeira versão desse texto foi escrita há um tempo. A peça foi reproduzida ainda na década de 1980 e quem interpretou foi o Cássio Scapin, que era meu aluno na época. Em 2019, o Teatro Ágora, do qual faço parte, completa 20 anos e ‘Diana’ foi a primeira peça que a gente encenou. Quando eu fui mexer nesse texto eu percebi a atualidade dele e como era possível aprofundar esse aspecto humano, diante de uma pessoa que é envolvida numa condição de vida não planejada”, comentou Celso Frateschi.

Galeria de imagens
1 de 8 imagens

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

O monólogo sensibilizou a plateia, que acompanhou atentamente cada detalhe do espetáculo. O ator, Darlan Gebing Scheid, disse que a sinopse da peça foi o que despertou seu interesse em assisti-la. “O Caxias em Cena é fantástico, pois engloba vários gêneros de espetáculos, algo muito interessante para mim que sou ator. O monólogo, por exemplo, discute uma tema muito interessante que é a solidão e como acabamos conversando, de fato, com seres inanimados, haja vista os smartphones”, assinalou.

A coordenadora da Unidade de Arte e Cultura, Aline Carneiro, explica que a peça estreou há menos de um mês em São Paulo (capital) e ficou em cartaz um período no Sesc de lá. “Essa é uma das funções do Caxias em Cena: que a gente consiga trazer peças inéditas, proporcionando à população espetáculos de qualidade, como é caso do ‘Diana’; ‘Arena Selvagem’, que será apresentado nesta quarta-feira (11/09); e do ‘Para Contar Estrelas’, que será encenado na sexta-feira (13/09), e tantos outros. Vale a pena conferir,” indicou a coordenadora.Nesta terça-feira, ainda foram apresentadas as peças “Puli-Pulá”, do Grupo Cerco, na Escola de Ensino Fundamental Engenheiro Dario Granja Santana, reunindo público superior a 300 pessoas ; e “Sra T.A.G”, do Grupo Teatro Mecânico, na Biblioteca Parque Largo da Estação, com público de, aproximadamente, 50 pessoas.Estão previstas ainda outras nove apresentações teatrais, com entradas gratuitas e/ou a preços acessíveis: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada); e cinco oficinas gratuitas, até o final do Caxias em Cena até o dia 15 de setembro. Mais informações na Unidade de Arte e Cultura pelo telefone (54) 3901.1316 – ramal 219.

PROGRAMAÇÃO

11 de setembro – Espetáculo Ercília”
Companhia: Grupo Teatro Mecânico
Classificação: 12 anos
Horário: 15h
Local: Biblioteca Parque
Entrada gratuita, porém, sugere-se a doação de um 1kg de alimento
Sinopse: O espetáculo discorre sobre a vida de Ercília Nogueira Cobra, uma escritora dos anos 20, conhecida por duas obras pioneiras no feminismo brasileiro,Virgindade Anti-Higiênica - Preconceitos e convenções hipócritas e Virgindade Inútil – Novela de uma revoltada. Consideradas ofensivas na época, suas obras não eram recomendas para as moças de boas famílias, tendo uma delas apreendida pela polícia, sob acusação de pornografia. Entre 1934 e 1938 morou em Caxias do Sul, onde era proprietária da Pensão Royal, um cabaré localizado na Rua Bento Gonçalves. De destino posteriormente ignorado, sua atuação na cidade provocou reações diversas, principalmente entre os conservadores.

Programação

11 de setembro – EspetáculoEntrelinhas”
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Sesc Entrada gratuita, porém, sugere-se a doação de um 1kg de alimento
Sinopse: Uma relação conflituosa entre filha, mãe e avó conduz a peça teatral Entrelinhas. Com abordagem Junguiana, o espetáculo relata o drama familiar de Cecília, uma mulher infeliz por suas escolhas pessoais que busca se reinventar interferindo intensamente na vida da filha, ao mesmo tempo em que suas atitudes são desprestigiadas por sua mãe. Nesse triângulo entre diferentes gerações ocorre um jogo de culpa, pena, manipulação, mentiras e, principalmente, muitas verdades. Sob direção de Zica Stockmans, a peça tem financiamento via Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com apoio cultural das Empresas Randon.

11 de setembro – EspetáculoArena Selvagem”
Companhia: Grupo Cerco
Classificação: 16 anos
Horário: 20h
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Entrada gratuita, porém, sugere-se a doação de um 1kg de alimento
Sinopse: O que é ser selvagem? Neste espetáculo, o Grupo Cerco te convida a entrar em uma arena onde seres humanos encontram-se com sua animalidade. A cidade e a selva. A opressão e a liberdade. O instinto e a sobrevivência. Em meio à artificialidade que criamos para nos diferenciar entre nós e dos outros animais, nossos corpos revelam que essas mudanças são superficiais diante da força da nossa natureza. Arena Selvagem foi construído através de pesquisa do grupo Cerco no Centro de Documentação e Pesquisa em Artes Cênicas do Teatro de Arena, que conta com textos dramáticos, muitos oriundos do antigo Departamento de Censura da Polícia Federal, livros de artes cênicas e videoteca. Além dos textos teatrais, o espetáculo reúne conteúdos científicos, fragmentos de contos e cenas criadas pelo elenco. Oito atrizes e atores revezam-se em cena entre diversas personagens, executando, inclusive, trilha sonora autoral.

12 de setembro – EspetáculoPaulinho Mixaria”
Companhia: Paulinho Mixaria
Classificação: Livre
Horário: 20h
Local: Teatro Municipal Pedro Parenti
Ingresso: R$ 20,00 e R$ 10,00 (para estudantes, servidores, idosos e classe artística, mediante comprovação) Sinopse: O espetáculo “Humor à Moda Antiga” é para todas as idades. As piadas giram em torno do jeito engraçado e simples do personagem, que representa qualquer pessoa ingênua, vinda do interior de alguma parte do país e que pode ser bem mais inteligente que aparenta.

12 de setembro – Oficina “Dinâmica dos Animais na Linguagem Cênica”
Companhia: Grupo Cerco
Classificação: Livre
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Horário: 14h
Sinopse: O trabalho com a transposição das dinâmicas dos animais para a linguagem cênica proporciona ao ator/atriz novos meios de criação que priorizam o jogo e a transposição da linguagem teatral para uma atmosfera que foge do jogo realista ilustrativo. Este tipo de técnica oportuniza ao ator /atriz no seu trabalho de criação a busca de formas corporais que se constituirão em material para a criação de dramaturgias e também no desenvolvimento do estado de jogo no aqui/agora.

12 de setembro – EspetáculoOdila”
Companhia: Grupo Teatro Mecânico
Classificação: 12 anos
Horário - 20h
Local – Escola Municipal de Ensino Fundamental Prefeito Luciano Corsetti
Sinopse - O espetáculo conta a trajetória da vida de Odila Gubert, alterada pelo trágico acontecimento na Fábrica de Munições Gazola, em Caxias do Sul. Aos 22 de julho de 1943, uma explosão ocorrida no interior da fábrica vitimou sete mulheres, seis das quais perderam sua vida ao cumprirem o dever “pelo esforço de guerra”. Odila sobreviveu, porém sua vida tomou outro rumo, contrário aos sonhos alimentados até então, no auge dos seus 21 anos.

13 de setembro – EspetáculoCaio em Construção”
Companhia: Solos & Bem Acompanhados
Classificação: Livre
Horário: 10h30
Local: Escola Estadual de Ensino Médio Santa Catarina
Sinopse: Caio em Construção transpõe seu universo para o palco através de crônicas, cartas, contos, poemas, depoimentos e música ao vivo. O roteiro prioriza os textos que abordam a valorização da vida em todos os seus aspectos, apresentando, também, uma face pouco conhecida do autor: um Caio vibrante e solar. Consciente da iminência da morte e aceitando a própria finitude -muitas vezes com humor e escárnio –, se encontra desperto para o milagre da existência.

13 de setembro – Oficina de Luz
Companhia: Solos & Bem Acompanhados
Classificação: 14 anos
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Horário: das 9h30 às 12h
Entrada gratuita
Sinopse: História da iluminação, aspectos gerais da iluminação cênica, elétrica básica, refletores convencionais e suas funções, livre conversação.

13 de setembro – Oficina “O Artista Produtor”
Companhia: Solos & Bem Acompanhados
Classificação: 14 anos
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Horário: das 14h30 às 17h
Entrada gratuita
Sinopse: Prática e teoria a partir da experiência de circulação dos espetáculos e dos processos de criação e manutenção dos trabalhos da Companhia de Solos & Bem Acompanhados: metodologia, seleção de temas, fusão e transposição de linguagens, técnicas e treinamentos corporais e vocais (exercícios práticos), viagens e produção. Aborda a importância das relações – com as equipes, colegas, fornecedores, contratantes, espectadores e todos que circulam em nosso entorno – baseadas no respeito, clareza, honestidade, escuta e bom humor, visando o equilíbrio e a saúde no exercício do acúmulo de funções: atuar, criar e produzir, manter.

13 de setembro – Oficina de Música
Companhia: Solos & Bem Acompanhados
Classificação: 14 anos
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Horário: das 17h30 às 19h30
Entrada gratuita
Sinopse: Serão desenvolvidas atividades que englobam percepção musical, dinâmica, ritmo, afinação e pulsação; a relação entre o corpo e a produção de sons e ritmos musicais; a interação da música com o teatro.

13 de setembro – EspetáculoAs quatro direções do Céu”
Companhia: Grupo Teatral Face e Carretos
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Municipal Pedro Parenti
Ingresso: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (para estudantes, servidores, idosos e classe artística, mediante comprovação)
Sinopse: Navegando entre a narrativa épica e o universo do melodrama circense, a peça acrescenta uma aura de fatalidade à vida de personagens comuns, numa balada sobre o amor, desejos desencontrados, fantasia e morte. Em 2015, As Quatro Direções do Céu foi o principal vencedor do 10º Prêmio Braskem em Cena, levando os troféus de melhor espetáculo e melhor direção. No Prêmio Açorianos de Teatro 2015, o espetáculo venceu nas categorias: melhor ator coadjuvante (Tiago Contte) e melhor espetáculo pelo júri popular.

14 de setembro – Oficina “O Teatro Físico – Vivência sobre a pesquisa realizada pela Cia. do Abração”
Companhia: Cia do Abração
Classificação: 16 anos
Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho
Horário: 15h
Sinopse: Compartilhar com o público a vivência do trabalho realizado com o Grupo de Pesquisas Cênica da Cia. do Abração, desenvolvendo a sensibilidade dos participantes, aflorando seus impulsos internos, a energia central e o aterramento.

14 de setembro – EspetáculoCaio do Céu”
Companhia: Solos & Bem Acompanhados
Classificação: 12 anos
Horário: 20h
Local: Teatro Municipal Pedro Parenti
Ingresso: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (para estudantes, servidores, idosos e classe artística, mediante comprovação)
Sinopse: Impossível ler Caio Fernando Abreu sem enxergá-lo, sem senti-lo, ele é visceral, sincero,Confessional, um biógrafo do emocional, um fotógrafo da fragmentação contemporânea, um tradutor do seu tempo. Escreveu, principalmente, sobre o tema que mais lhe despertava a imaginação: a condição humana. Caio do Céu transpõe seu universo para o palco através de crônicas, cartas, contos, poemas, textos teatrais, depoimentos, música ao vivo e projeções. Traz para a cena o próprio artista, por meio de vídeos, com trechos de suas entrevistas. O roteiro prioriza parte da obra que valoriza a vida em todos os seus aspectos, apresentando também uma face pouco conhecida do autor: um homem vibrante e solar, que se revela desperto para o milagre da existência diante da iminência da morte - muitas vezes abordada com humor, leveza e profundidade. Caio do Céu expõe e questiona os valores da sociedade e, principalmente, as questões da alma humana, da morte e da vida.

15 de setembro – EspetáculoKartas de uma Boneca Viajante”
Companhia: Cia. do Abração
Classificação: Livre
Horário: 17h30
Local: Teatro Municipal Pedro Parenti
Ingresso: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (para estudantes, servidores, idosos e classe artística, mediante comprovação) Sinopse: O espetáculo narra o encontro de um desiludido escritor, com uma criança que chora por que perdeu sua boneca. Para alegrá-la, inventa uma história dizendo que a boneca não se perdera, mas que estava apenas viajando. Resolve, então, criar cartas imaginárias escritas pela boneca, endereçadas à menina, contando sobre as aventuras em suas viagens, transformando-se, assim, em um carteiro de bonecas viajantes.

Assessoria de Imprensa – SMC