1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Novembro

10ª edição do Caxias em Movimento encerra atividades atraindo mais de 1,5 mil pessoas

Oficinas e espetáculos gratuitos movimentaram a cidade em cinco dias de programação

Publicada dia

Após cinco dias de atividades, a 10ª edição do Caxias em Movimento chegou ao fim no último sábado (09/11), com apresentação do espetáculo “Corpologias II” pela Cia. Municipal de Dança, no Teatro Pedro Parenti. Cerca de 150 pessoas acompanharam a última noite do evento.

Aproximadamente, 988 pessoas prestigiaram os sete espetáculos de dança, promovidos durante o 10º Caxias em Movimento. Neste ano, as atividades se concentraram no Centro de Cultura Ordovás e no Teatro Municipal Pedro Parenti, entre os dias 05 e 10 de novembro. Todas as atividades foram gratuitas.

O Caxias em Movimento nas Escolas ainda ofereceu nove oficinas em cinco instituições de ensino (CAE Ampliando Horizontes, Escola Estadual de Ensino Fundamental Engenheiro João Magalhães Filho, Centro de Convivência Casa Brasil, CAMI São José e Escola Municipal de Ensino Fundamental Governador Leonel Brizola), atendendo cerca de 328 alunos. E mais 80 pessoas participaram de outras sete oficinas oferecidas na programação. No total, o Caxias em Movimento, promovido pela Secretaria Municipal da Cultura (SMC), reuniu 1.546 espectadores.

Galeria de imagens
1 de 8 imagens

Foto por Elisa Ambrosi

Foto por Priscilla Panizzon

Foto por Priscilla Panizzon

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Foto por Noriana Seefeld Behrend

Para o diretor artístico da Cia. Municipal de Dança de Caxias do Sul e da Escola Preparatória de Dança SMC, Matheus Brusa, essa edição do evento teve como diferencial as apresentações da escola e da Cia de Dança do Município, além do formato por meio de seletiva e com espetáculos mais curtos.

“Ficamos satisfeitos com o resultado do Caxias em Movimento, uma vez que o evento contou com uma adesão interessante em todas as ações promovidas, seja nos espetáculos e nas oficinas realizadas em escolas ou por artistas contratados. A resposta do público em relação às apresentações selecionadas e as coreografias apresentadas foi algo positivo. Recebemos, inclusive, muitos elogios com relação a isso. O formato com seletiva foi importante, porque ele trouxe parâmetros de qualidade, gerando espetáculos mais curtos, sem perder a qualidade e deixando um gostinho de quero mais”, comentou.

O diretor ainda completou dizendo que é importante destacar o espetáculo apresentado pela Escola Preparatória de Dança (EPD). “A qualidade técnica alcançada foi significativa. O trabalho coreográfico e os ensaios revelaram talentos entre alunos e professores-coreógrafos. O comprometimento ficou claro na presença de palco. Assim, como o ‘Corpologias II’, da Cia. Municipal de Dança, cujo principal diferencial foi a maturidade e a apropriação dos bailarinos em termos de corporeidade e dramaturgia”, contou Matheus.

16 grupos de dança locais apresentaram-se em quatro noites de espetáculos. Outros três grupos de Porto Alegre também subiram ao palco do Teatro Prof. Valentim Lazzarotto e do Teatro Pedro Parenti: Anima Cia. de Dança, CUBO1 Cia de Arte e Detalhe de Dança, ao longo da programação.

Evento Cancelado
A apresentação coletiva dos grupos locais: Coletivo Cappes (Zamba); Central das Artes (NRTY); Afoxé Ogum Mege (Ancestralidade); e Grupo de Danças Folclóricas da SCAN, que aconteceria na Praça das Feiras, no último domingo (10/11), foi cancelada em função da previsão de mau tempo.

Assessoria de Imprensa - SMC