1. Início
  2. Notícias
  3. 2019
  4. Novembro

Procon promove fiscalização geral na cidade para Black Friday

Ação combina com a nova campanha “Com dinheiro não se brinca” propagada nos meios virtuais

Publicada dia

A ação que teve início nessa terça-feira (19/11) termina sua etapa física e inicia a fiscalização das vendas online nesta quinta-feira (21/11). Quatro equipes de colaboradores do Procon fiscalizaram e orientaram os setores para a adequação às leis referentes à Black Friday. Os servidores estão identificados com credenciais e uniformes. Na dúvida, o estabelecimento comercial deve contatar o serviço 151.

Durante as visitas, as equipes coletaram informações de preços de produtos e serviços em promoção para comparar preços e poder verificar se as vantagens são reais ou se estavam maquiadas, com distorção dos preços. Além disso, também foi observado se os estabelecimentos possuíam uma cópia do Código de Defesa do Consumidor, se o cartaz do Procon estava visível com orientações para contato e se a etiquetagem dos produtos estava de acordo com a lei.

A ação já havia sido realizada em 2017 e 2018. O Procon trabalha com um banco de precificação, sendo possível ter um maior, melhor e mais real controle das variações dos preços durante o período da Black Friday. No site do órgão é possível ter acesso às orientações para o consumidor, além de poder realizar o contato para tirar dúvidas e fazer denúncia e reclamações.

O coordenador do Procon Caxias do Sul, Luiz Fernando Del Rio Horn, reforça a função do Procon nestas datas de forte impacto no comércio. “Queremos evitar que os consumidores sejam lesados por falsas informações, sejam estas vinculadas a promoções ou a qualquer outra atividade do meio produtivo. No que diz respeito a Black Friday 2019, o órgão de proteção e defesa do consumidor fiscalizou 136 estabelecimentos comerciais na cidade nesta semana, por meio de um regime de mutirão, consistindo numa parte de uma ação maior que visa garantir ao consumidor caxiense a certeza de que adquirirá produtos e serviços promocionais com preços reais”, reiterou.

Combinada a essa ação, o Procon está realizando a campanha digital “Com dinheiro não se brinca”, que está sendo veiculada desde o dia 08/11 nas redes sociais. A campanha de orientação busca contemplar as pessoas com problemas financeiros. Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul, a cidade já está com 76.279 pessoas com nome negativado. As orientações são para as pessoas não fazerem dívidas caso já endividadas, não comprar por impulso e pesquisar antes, estar alerta para os falsos descontos, além de cuidar com os sites falsos usados para vender produtos falsos ou capturar dados pessoais dos consumidores.

Oficialmente, a Black Friday é só no dia 29/11, mas as ofertas começam muito antes. Esta é a segunda data mais importante para o comércio, apenas atrás do Natal. A data de promoções surgiu fora do país, porém, já está inserida no calendário brasileiro há anos e reflete nas vendas em todo o segmento, tanto físico quanto digital.

Galeria de imagens
1 de 3 imagens

Foto por Divulgação/Procon

Foto por Divulgação/Procon

Foto por Divulgação/Procon

Entenda todo o trabalho do Procon na Black Friday

- O Procon coleta material informativo de preços nos meses anteriores à Black Friday, para constituir um banco de precificação (tanto físico como virtual);

- Quando a data se aproxima, é feita uma nova coleta de material informativo de preços, por meio da varredura geral dos estabelecimentos comerciais da cidade;

- Por meio de amostragem, é feita a coleta de material informativo de preços online;

- O material coletado é analisado e os preços são comparados, verificando se os descontos são reais ou estão maquiados;

- Caso encontrado algum preço maquiado, há lavratura de auto de infração ou, caso se trate de algo com muita repercussão ou de estabelecimento de fora, abertura de processo administrativo direto.

Assessoria de Imprensa - Procon Caxias do Sul