1. Início
  2. Notícias
  3. 2020
  4. Maio

Assinadas ordens de início de quatro obras do Samae

Redes de esgotamento sanitário, separadoras absolutas e adutoras serão implantadas em quatro regiões da cidade

Atualizada dia

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) está executando um plano de implantação de obras de redes de esgotamento sanitário, separadoras absolutas e adutoras em quatro regiões do município, sendo elas: Vila Hípica, bairro Jardim América, São Braz e em Vila Seca – Fazenda Souza.

Na manhã desta quinta-feira (14/05), foi realizada no prédio da Autarquia a cerimônia de assinatura da ordem de início das obras. Estiveram presentes o Prefeito Flávio Cassina, o Vice-prefeito e secretário do Planejamento, Edio Elói Frizzo, o Diretor-Presidente do Samae, Ângelo Alberto Barcarolo, o Assessor Técnico Idair Moschen; servidores da Autarquia, além dos representantes das empresas que farão as obras.

Rede de esgotamento sanitário no loteamento Vila Hípica: O investimento para a implantação é de R$ 533.150,54 Esta obra visa, de forma direta e indireta, a conservação dos recursos naturais da região e do município com a coleta dos esgotos sanitários gerados no chamado SES Vila Hípica, direcionar estes efluentes para o Interceptor do SES Samuara e posteriormente para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Samuara. Para isto foi projetado a execução de redes coletoras na região indicada nas peças gráficas do Projeto, onde há possibilidade de implantação e funcionamento do sistema apenas por gravidade, isto é, sem necessidade de Estações de Bombeamento.

O projeto no loteamento permitirá que o Samae realize o afastamento de águas servidas da região para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto Samuara, eliminando qualquer possibilidade de contaminação das águas de superfície que hoje concorrem para o Sistema de Captação Samuara. Trata-se, portanto, de um instrumento de proteção da bacia Samuara.

A execução da rede coletora irá abranger as ruas Guerino Zugno, Mangalarga, Crioulo, Appaloosa, Bretão, Percheron, Campolina, Andaluz, Quarto de Milha, Puro Sangue Inglês. A previsão é que a implantação de rede esteja concluída em até 150 dias.

Adutora será implantada na Comunidade de Bevilacqua e São Braz: A Subadutora Bevilacqua São Braz, foi projetada para transportar água tratada da provinda da ETA Morro Alegre do Sistema Marrecas que distribui água por gravidade a partir do reservatório. O principal objetivo para implantação desta adutora é propiciar maior oferta de água na região de Bevilacqua e São Braz, visto que estas comunidades são abastecidas por poços artesianos que não garantem oferta adequada de água para aquelas comunidades, principalmente no verão e em períodos de prolongada estiagem.

O funcionamento da nova adutora será do tipo conduto forçado por gravidade. O ponto de tomada se dará em uma descarga de DN200 da adutora de ferro DN1000, na esquina da RSC 453 com a avenida Dante Marcucci.

A adutora, por gravidade, tem DN 150 mm e 2200m de comprimento.

O traçado partindo do ponto de tomada cruzará a RSC 453 e seguirá sentido leste pela Avenida Dante Marcucci até a Estrada Municipal Domingos Mazzochi, nesta seguirá no sentido sul até a Estrada Municipal Mariano Dal Zotto Tomiello, onde será realizada a interligação nas redes existentes. O investimento é de R$ 644.891,44.

Nova adutora que irá abastecer Vila Seca e Fazenda Souza: A Subadutora Vila Seca – Fazenda Souza foi projetada para distribuir água tratada da ETA Morro Alegre, do Sistema Marrecas, até o reservatório que abastece o distrito de Fazenda Souza, com principal objetivo de desativar o atual sistema de abastecimento que é promovido por poços artesianos, garantindo segurança hídrica para a localidade, visto que os poços. Além do objetivo principal, a rede foi projetada para o abastecimento do futuro aeroporto para isso foi prevista uma espera em um ponto específico para este fim.

A adutora, por gravidade, terá o total de 7.830,00m de comprimento.

O traçado partindo do reservatório junto a antiga represa, e seguindo em direção sul na rua Rosa Sgarbi até a rua Lúcia Fávero, nesta seguira no sentido oeste até rua Eugênio Dallan, seguira no sentido oeste até à estaca E57+10 onde será executada uma derivação com espera para o abastecimento do futuro aeroporto, e futura expansão urbana, possibilitando ainda o atendimento da parte alta do distrito que possuem cotas piezometricas superiores a do reservatório. A partir da derivação na mesma via no sentido oeste até a estrada Demetrio Giacomet, onde também será executada uma derivação com espera para no futuro abastecer a Zona Giacomet e Zona Sasset. Deste ponto seguirá pela Estrada Patricio Pasquali até o ponto de tomada. O investimento na obra é na ordem de R$ 1,5 milhão.

Separadora absoluta implantada no Jardim América: A ordem de início para implantação das redes coletoras de esgotamento sanitário do bairro Jardim América foi emitida e as obras devem começar no próximo dia 20. Serão implantados mais de 9000 metros de redes e executadas mais de 600 novas ligações de esgoto. A população beneficiada diretamente com está obra é de aproximadamente 3.000 pessoas.

A execução da obra consiste na remoção da pavimentação, escavação das valas, implantação das redes coletoras e ligações prediais, reaterro com pó de brita e solo, e pavimentação. Os efluentes coletados, após a conclusão da obra, serão encaminhados pelas canalizações à Estação de Tratamento de Esgoto - ETE TEGA. O valor do investimento é de mais de R$ 2,5 milhões.

Galeria de imagens
1 de 3 imagens

Foto por Clara Stedile Zanandrea

Foto por Clara Stedile Zanandrea

Foto por Clara Stedile Zanandrea