1. Início
  2. Notícias
  3. 2020
  4. Maio

SMAPA realiza 40 proteções de fontes em quatro meses

Número recorde é resultado do conjunto de ações de enfrentamento à estiagem,assim como a instalação de 80 caixas d’água no meio rural

Atualizada dia

A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), executou 40 proteções de fontes em propriedades rurais entre os meses de fevereiro e maio deste ano. O número recorde é resultado de um conjunto de ações de enfrentamento à estiagem, assim como a instalação de 80 caixas d’água em comunidades do interior, em parceria com o Samae. Situações emergenciais têm sido atendidas com caminhões-pipa. De acordo com os técnicos da SMAPA, ainda é preciso que chova com regularidade por dois ou três meses para normalizar a situação.

A proteção de fontes é o carro-chefe do Programa Água Limpa, lançado em 2010 com objetivo de implementar políticas de saneamento no meio rural, e vencedor de prêmios nacionais. “Além do abastecimento de água potável à população do meio rural, o que se busca é a preservação das fontes de água, principalmente na região de Vila Seca e Criúva, onde estão os mananciais que abastecem a cidade”, explica a diretora técnica da SMAPA, engenheira agrônoma Neiva Rech.

Para proteção das fontes, a equipe da SMAPA utiliza duas técnicas distintas: tubo ou barragem, dependendo do terreno e das características da fonte. Nesta semana, os servidores trabalharam na proteção de seis fontes: duas em Vila Seca (tubo), duas na região de Criúva (barragem) e duas em Forqueta (barragem). “Muda a parte aparente, mas no subsolo o princípio é o mesmo: isolar a fonte e construir um filtro natural para a água, que no interior costuma ser de excelente qualidade”, afirma a diretora.

Bons mananciais fornecem mais de 10 mil litros de água por dia. É o caso da fonte protegida na propriedade do agricultor Jason Cardoso Gomes, em Criúva. “É uma vazão muito boa e nos dá água para tudo: para cozinhar, para beber, para a família e também para os animais e cultivos”, diz. Gomes cria vacas de leite, que dependem diretamente da boa oferta de água para uma produção adequada.

A família do agricultor Gilson Venâncio Bernardo, também de Criúva, sofreu com a falta d’água nas primeiras semanas de 2020. “Depois que foi feita a proteção da fonte, não temos mais problemas. É uma água muito boa”, conta a esposa dele, Carine, juntamente com os três filhos do casal. A propriedade possui duas fontes: uma com vazão de 3 mil litros/dia e outra com 10 mil litros/dia. Além de cultivar milho, a família cria cerca de 30 reses.

CAIXAS D’ÁGUA - O titular da SMAPA, Valmir Susin lembra que, paralelamente à proteção das fontes, a SMAPA já instalou 30 caixas d’água em comunidades do interior muito afetadas pela falta de chuvas. O trabalho continua nos próximos dias, com a instalação de outras 50 caixas, em parceria com o Samae.

Para Susin, garantir água às famílias do interior é uma prioridade. “Desde o início do ano estamos trabalhando em ritmo acelerado para atenuar os problemas causados pela estiagem no interior do Município. Praticamente todas as famílias do meio rural em Caxias do Sul enfrentam alguma dificuldade gerada pela seca”, afirma.

Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Fonte Jason Cardoso Gomes

Foto por Alexandra Baldisserotto

Fonte Roberto Pegorini

Foto por Alexandra Baldisserotto

Fonte em Forqueta

Foto por Gilmar Onsi

FAmília de Gilson Venâncio

Foto por Alexandra Baldisserotto