1. Início
  2. Notícias
  3. 2020
  4. Maio

Usuários abrigados nos Pavilhões da Festa da Uva deixam espaço para recomeçar em nova residência

Dupla foi acompanhada de perto pela equipe do Centro Pop Rua, que auxiliou nas tratativas

Atualizada dia

A última quarta-feira (13-05) foi um dia de alegria para a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social para pessoas em situação de rua, o Centro Pop Rua. Dois usuários atendidos no abrigo especial montado nos Pavilhões da Festa da Uva deixavam o local para ter o próprio endereço, em uma casa alugada. Junto com os pertences, um cachorrinho de estimação acompanha a dupla na nova moradia.

Com as identidades preservadas com nomes fictícios, Marcos, de 44 anos e Alexandre, 23 anos, possuem várias coisas em comum, entre elas a amizade e a vontade de recomeçar a vida, agora reafirmada com a locação da nova casa.

A assistente social Krisiane Zugno acompanha Marcos desde antes do dia 23 de março, data em que o abrigo nos Pavilhões foi montado e relata que o acompanhamento pelo serviço é feito por meio do plano individual de atendimento, construído em conjunto, com ações na área da saúde, na área profissional e também a questão da moradia. “Os dois se conheciam de vista antes, mas na quarentena ficaram muito próximos e conseguiram alugar uma casa com o valor do auxílio emergencial que receberam. O Centro Pop Rua auxiliou na aquisição da mobília da casa por meio de doações, mas agora está pendente a área profissional, pois ambos estão em busca de oportunidade no mercado de trabalho”, retrata. A psicóloga Bruna Maggero Boff, responsável pelo acompanhamento de Alexandre, explica que a equipe ainda continuará monitorando os dois, agora com foco na qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho.

Segundo relatos da equipe do Centro Pop, durante o período que os dois estiveram no abrigo provisório, Marcos e Alexandre eram prestativos e se voluntariavam no auxílio das atividades diárias, como organização, limpeza do ambiente e no momento de servir os lanches. Marcos é natural de Caxias do Sul e tem experiência na área de pintura predial e Alexandre, o mais jovem, é natural de Vacaria mas já está em Caxias do Sul há vários anos, estando em busca do primeiro emprego.

A presidente da FAS, Marles Stela Sebben reforça que esse é um dos objetivos da assistência social, acompanhar e promover a autonomia de cada pessoa atendida. “Ficamos muito felizes com esse tipo de notícia, que nos motiva a trabalhar ainda mais, pois muito ainda precisa ser feito”.

Foto por Divulgação