1. Início
  2. Notícias
  3. 2021
  4. Março

Assinada a ordem de início do Plano Geral da Maesa

Escritório de arquitetura tem 120 dias de prazo para execução

Atualizada dia

A ordem de início para elaboração do plano geral da Maesa foi assinada na manhã desta quinta (25/03), num ato solene online. Participaram presencialmente o prefeito Adiló Didomenico, a vice-prefeita Paula Ioris, a secretária municipal de Planejamento, Margarete Bender, e o representante da Vazquez Arquitetos, Matias Revello Vazquez.

A partir da assinatura, a empresa tem o prazo de 120 dias para a apresentação do plano, que terá investimento de R$ 322.470. “A Maesa tem uma dimensão maior do que conseguimos materializar. Nesse processo histórico da cidade, temos um belo desafio pela frente e nossa causa é de amor pela cidade e pela história desse local”, resumiu Vazquez. “Gostaríamos de fazer esse ato na Maesa, mas o momento que vivemos não nos permite. Vai chegar o dia que estaremos lá comemorando. Enquanto isso, faremos o que estiver ao nosso alcance para que esse dia não demore. A Maesa tem pressa”, declarou a vice-prefeita.

O plano geral consiste no zoneamento de usos, na perspectiva de identificação dos graus de manutenção, recuperação e restauro, dentre outras medidas, do complexo arquitetônico. “Desde que o Município conquistou esse bem (a Maesa), a expectativa da comunidade se reflete nas comissões específicas de administrações anteriores, que trouxeram quatro pontos principais a serem contemplados”, argumenta a secretária Margarete.

Segundo ela, esses pontos são a manutenção do complexo arquitetônico enquanto patrimônio; que ele contemple elementos vinculados a processos de gestão economicamente sustentáveis; que todo processo de implementação atenda demandas de mobilidade urbana e ambientais; e que o local venha compor efetivamente um equipamento de uso público.

Há a previsão de que a Maesa abranja um mercado público, um centro de convenções e áreas administrativas do Município, por exemplo. Mas é o plano geral que vai consolidar cada uma dessas questões, ou não, explica a secretária. “Quando se iniciaram as primeiras tratativas para que a Maesa fosse doada ao Município, parecia algo impossível pelo tamanho do que isso representava. Na condição de prefeito, tenho o privilégio de hoje assinar este documento, que é provavelmente o pontapé mais concreto para chegar ao que a comunidade espera. Mas este é um ato construído a várias mãos, desde os governos do Estado, prefeitos, muitas pessoas da área da cultura já contribuíram muito. Nesse momento cabe à Margarete, ao Maurício e à Aline esta etapa”, atestou o prefeito, referindo-se aos secretários Margarete Bender, da Seplan; Maurício Batista, de Parcerias Estratégicas e Gestão de Recursos; e Aline Zilli, da Cultura. O contrato com a empresa vencedora da licitação foi assinado no final do ano passado pelo então prefeito Flávio Cassina.

Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Foto por Bibiana Ribeiro Mendes

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan