1. Início
  2. Notícias
  3. 2021
  4. Outubro

Vigilância Ambiental em Saúde realiza Semana da Água e Semana do Borrachudo

Serão realizadas ações de orientação da população a respeito dos cuidados com a água e para eliminação dos mosquitos borrachudo e Aedes aegypti

Publicada dia

Entre segunda-feira e sábado (4 a 9/10) a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) – Vigilância Ambiental em Saúde, promove a Semana da Água e a Semana Municipal de Prevenção, Controle e Combate ao Mosquito Borrachudo. Ambas iniciativas acontecem anualmente e têm como objetivo conscientizar a população.

Uma ação antecedeu o início dos trabalhos da Semana da Água. A Vigilância Ambiental em Saúde visitou escolas da rede municipal dos bairros Cruzeiro, São José, Bela Vista e São Luiz da 6ª Légua, as quatro regiões mais infestadas pelo mosquito transmissor da dengue neste ano. De forma lúdica, com direito a instrutor vestido de mosquito, o grupo orientou cerca de 2 mil estudantes sobre o padrão que a água deve ter para consumo e sobre os cuidados necessários com as caixas d’água para evitar a proliferação do inseto, para que os pequenos compartilhem com suas famílias. A equipe também deixou um CD com atividades a serem desenvolvidas pelos professores.

Nos próximos dias os agentes de endemias reforçarão as atividades, com visitas domiciliares para orientar a população sobre a limpeza correta dos reservatórios domésticos de água. Será distribuída, durante as inspeções, a cartilha “Proteja a sua Saúde Cuidando da sua Caixa D’água”.

Para a Semana do Borrachudo serão feitas visitas em Criúva, Vila Seca, Fazenda Souza, Vila Cristina, Vila Oliva, Santa Lúcia do Piaí, Galópolis e 1º Distrito para conversar com moradores. A maior parte das ações acontece no interior do município pelo fato do inseto, famoso por causar coceira e inchaço, se reproduzir em águas correntes (córregos e arroios) com bastante oxigenação.

Os agentes farão vistorias na área para saber se há larvas de borrachudo presas nas rochas, folhas, galhos dentro dos córregos, e irão aplicar larvicida biológico para matar as larvas do mosquito ao longo de riachos que percorrem a região interiorana. Atualmente são mapeados uma extensão de 1,6 mil quilômetros de arroios no município.

Outra ação, prevista para o centro da cidade, é a montagem de uma tenda em frente ao prédio da Vigilância Ambiental (Rua Ernesto Alves, 1922) para informar a população sobre os cuidados com a água e também sobre a prevenção dos mosquitos borrachudo e da dengue. A equipe fará a distribuição de folders informativos e também entrega de copos de água tratada do Samae para os pedestres.

A diretora da Vigilância Ambiental, Sandra Tonet, explica a importância da Semana da Água e da Semana Municipal de Prevenção, Controle e Combate ao Mosquito Borrachudo para a conscientização da população:

“Essas campanhas são para lembrar a importância do conjunto de ações para o cuidado com a água e também para eliminar tanto o borrachudo quanto o mosquito da dengue. Com o início de 2022 e aumento da temperatura, época de reprodução do Aedes aegypti, nossa expectativa é ver o resultado das ações que desenvolvemos em 2021, quando tivemos um aumento muito grande de focos. Esperamos voltar para os bairros que registramos pontos de proliferação e visualizar a diminuição ou então termos a felicidade de não encontrarmos focos, com a mudança e conscientização da população”, pontua.

Galeria de imagens
1 de 2 imagens

Foto por Vigilância Ambiental em Saúde

Foto por Vigilância Ambiental em Saúde