1. Início
  2. Notícias
  3. 2021
  4. Novembro

Prefeito assina ordens de início para obras de saneamento

Projetos orçados em mais de R$ 6 milhões referem-se à construção do Centro de Reservação Reolon e implantação de redes de esgoto no Jardim Itália

Atualizada dia

O prefeito Adiló Didomenico e o diretor-presidente do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Gilberto Melleti, assinaram, na manhã desta segunda-feira (29/11), duas ordens de início para obras de saneamento. A primeira ordem estabelece a construção do Centro de Reservação Reolon, orçado em R$ 3.403.966,38 milhões, e capacidade para reservar 1.500m³ de água potável.

A obra atenderá os loteamentos Reolon, Santo André, Vale Verde, Boa Ventura, Colina das Castanheiras, Colina dos Plátanos, São Genaro, Mattioda e localidade de São Giácomo. A empresa contratada para realizar a obra é SM7 Engenharia, Tecnologias e Importação.

A segunda ordem de início trata-se da implantação de redes de esgotamento sanitário do tipo absoluto e ligações prediais no loteamento Jardim Itália, no Bairro Santa Catarina. Serão implantados 8.139,50 metros de tubulação, em um investimento de R$ 3.021.717,52 milhões, que visa à conservação dos recursos naturais da região, com a coleta dos esgotos sanitários gerados no loteamento Jardim Itália, direcionando esses efluentes para os coletores do Sistema Tega. Para isso, foi projetado o funcionamento do sistema apenas por gravidade, isto é, sem necessidade de estações de bombeamento. A empresa responsável pela execução da obra é a Prosul Empreendimentos e Construções Ltda.

O prefeito salientou a importância dos avanços da autarquia para a cidade. “O Samae tem autonomia, está muito adiantado e bem estruturado, com um corpo técnico que tem conhecimento, enquanto alguns municípios têm que começar do zero. Precisamos continuar avançando, em todos os sentidos, para que a gente consiga cumprir o Marco Legal do Saneamento Básico de 2033, e tenho certeza de que o Samae atingirá essa meta com folga se continuar no ritmo que está trabalhando”, elogiou o prefeito.

Esse é mais um dos esforços da autarquia para alcançar a meta do Marco Legal do Saneamento Básico. A lei estabelece que até dezembro de 2033 os municípios brasileiros terão que tratar 90% do esgoto gerado, além de fornecer água potável para 99% da população. As obras têm, respectivamente, o prazo de 240 e 300 dias para serem executadas. O ato, realizado no Salão Nobre do Centro Administrativo, teve também as presenças do presidente da Câmara de Vereadores, Velocino Uez; da secretária do Governo, Grégora Fortuna dos Passos; dos secretários de Obras, Norberto Soletti; de Urbanismo, João Uez; de Segurança, Paulo Roberto da Rosa Silva; e da Habitação, Carlos Giovani Fontana; da presidente do Bairro Reolon, Vilma Jossane Fiuza, e do presidente do Loteamento Jardim Itália, Romildo Ravanello; dos representantes das empresas vencedoras das licitações, Prosul Empreendimentos e Construções e SM7 Engenharia, Tecnologias e Importação; e de diretores e do corpo técnico do Samae.

Galeria de imagens
1 de 2 imagens

Foto por Laura Piola

Foto por Laura Piola