1. Início
  2. Notícias
  3. 2021
  4. Dezembro

Educação e entidades empresariais assinarão termo de cooperação

Objetivo é oficializar a integração das escolas do Município ao Projeto Resíduo do Bem

Publicada dia

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) recebeu integrantes de entidades setoriais de Caxias do Sul, integrantes do Projeto Resíduo do Bem. O encontro ocorreu na sede da Smed, com as presenças de representantes dos sindicatos das indústrias de Material Plástico, Metalmecânico e Vinhos, e da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto e Lazer da Câmara de Vereadores. O grupo foi recebido pela secretária Sandra Negrini e a gerente de Ensino Fundamental, integrante da Diretoria Pedagógica na Educação, Alessandra Valéria Zanrosso Piccoli.

A reunião tratou sobre a adesão das escolas municipais ao projeto que busca educar novas gerações para um mundo mais sustentável. O projeto é uma iniciativa do Simplás e realizado desde 2017 sob a denominação de Plástico do Bem. Nesta nova etapa, passará a se chamar Resíduo do Bem para agregar produtos de outros setores industriais, como o das empresas metalúrgicas e gráficas, por exemplo.

Para Daniela Camargo, diretora executiva do Simplás, o objetivo é promover o conhecimento sobre a destinação correta dos resíduos. “Queremos trabalhar a questão da sustentabilidade com vários atores da comunidade local. Precisamos unir as ações do setor privado ao público. Nossa iniciativa consiste na capacitação de alunos e professores sobre a destinação correta de resíduos. A partir disto, as instituições podem arrecadar o material para reverter em benefícios financeiros. Neste momento, além de estarmos com outros parceiros privados na ação, visamos efetivar a cooperação com o setor público”.

A secretária Sandra Negrini expôs que o formato ideal para tornar oficial o trabalho é a assinatura de um termo de cooperação. “Quando efetivamos um projeto oficialmente e criamos um grupo de trabalho, estabelecemos as diretrizes e metas como forma de garantir a continuidade da ação. A educação ambiental ultrapassa gerações. O que plantamos hoje, com novo comportamento diante do meio ambiente, é o que sustentará o planeta”, assinalou. A secretária pontuou que apresentará a proposta para as novas equipes diretivas das escolas municipais no início do ano letivo de 2022 para que possam desenvolver propostas interdisciplinares que deem mais significado às ações vinculadas ao programa.

O vereador Adriano Bressan, presidente da comissão de Educação do Legislativo, destacou que seu objetivo como parlamentar é lutar por iniciativas que saiam do papel e modifiquem a vida das pessoas. Colocou-se à disposição do grupo que está propondo a ação pela evolução da educação ambiental entre estudantes e famílias do município.

Galeria de imagens
1 de 2 imagens

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação