1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Janeiro

Alerta: em menos de 20 dias, Caxias já soma 23 focos do mosquito da dengue

No mesmo período do ano passado, foram encontrados cinco focos

Publicada dia

A Vigilância Ambiental em Saúde, ligada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul, alerta para 23 focos do mosquito transmissor da dengue encontrados em 2022 apenas até o momento. Os últimos nove foram encontrados na sexta-feira (14/01), em ação no bairro Cruzeiro. A cidade está em estado de alerta, visto que em 2021 neste mesmo período foram notificados apenas cinco focos.

“Pedimos que todos os caxienses redobrem os cuidados com objetos expostos nos pátios, porque a criação do foco não é de um mês para o outro, basta deixar um balde, por exemplo, do lado de fora e, ao acumular água, já vira um criadouro do Aedes. Por isso é sempre importante limpar os pátios, observar se os objetos fora de casa acumulam água, proteger bem as caixas e reservatórios de água”, aponta Sandra Tonet, diretora técnica da Vigilância Ambiental em Saúde.

O bairro Cruzeiro desde o ano passado é o local que concentra maior número de focos do Aedes aegypti (transmissor da dengue). Por isso, na última sexta-feira (14/01) a Vigilância realizou uma ação de conscientização com os moradores, contabilizando 466 visitas em um único dia para procurar pontos de água parada e fornecer orientações. A ação também contou com uma tenda que foi montada ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS) Cruzeiro para orientações aos moradores, como exemplos de como tampar as caixas de água e outros locais que podem ter água parada, explicações sobre como a proliferação do mosquito acontece e a importância de combater o inseto.

Os agentes de combate às endemias segue o monitoramento periódico em 205 pontos estratégicos. A Vigilância Ambiental em Saúde pede também uma grande atenção da população em relação aos pneus que seguem sendo abandonados em via pública, acumulando água e criando focos do mosquito.

A Vigilância lembra que um foco positivo (com presença do mosquito Aedes aegypti) não é só um perigo para sua família como para toda Caxias do Sul, visto que o inseto é não só transmissor da dengue como também da chikungunya e zika vírus. Por este motivo, caso seja confirmado foco positivo (com presença do mosquito Aedes aegypti), o responsável pelo local poderá estar sujeito a um processo administrativo com penas como advertência ou multa, dependendo de cada situação. Também solicita-se a colaboração denunciando para o Alô Caxias (156) residências, comércios e outros lugares com água parada.

Distribuição dos focos por bairro em 2022

  • Cruzeiro: 22
  • Pio X: 1

Orientações para evitar a proliferação

  • Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos
  • Recolher o lixo do pátio
  • Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca
  • Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva, ou encaminhá-los à Central de Armazenamento de Pneus Inservíveis da Codeca
  • Tampar caixas d’água
  • Colocar telas milimétricas em caixas d’águas descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos
  • Limpar as calhas
  • Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água
  • Eliminar os pratinhos das plantas
Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Foto por Betânia Ramalho da Silva

Foto por Betânia Ramalho da Silva

Foto por Betânia Ramalho da Silva

Foto por Betânia Ramalho da Silva