1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Abril

Prefeito sanciona projetos de lei voltados a altas habilidades e PCDs

Calendário oficial de eventos do município passa a dedicar uma semana a superdotação, enquanto servidores ganham carga horária reduzida para cuidar de familiares com necessidades especiais

Publicada dia

Matheus Gabriel Barazetti, 12 anos, adiantou-se alguns níveis no aprendizado de Língua Inglesa por conta própria. Faminto por informação e preocupado com o desequilíbrio climático, exige muita negociação dos pais para não virar noites em claro produzindo e editando animações, que gosta de lançar na internet. Em sala de aula, absorve conhecimento em maior velocidade e volume do que há suprimento disponível na carga curricular tradicional. Estudante da Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato João Cesa, o adolescente se enquadra na categoria de indivíduos portadores de altas habilidades ou superdotação.

“Tudo com ele foi cedo. Começou a andar por volta dos 10 meses e a falar, mais ou menos na mesma época. Com três anos estava assistindo noticiário. A demanda é tão complexa, que eu mesma fui cursar Pedagogia, para poder entendê-lo melhor”, revela a mãe, Mariagoret Gregoreki Barazzetti, que há cerca de um mês colou grau no ensino superior para acompanhar o ritmo do filho.

O tema, como ela sublinha, é comum a muitas outras famílias e requer atenção especial. Assim, desde terça-feira (26), passa a contar com um período dedicado no calendário oficial de Caxias do Sul. O prefeito Adiló Didomenico sancionou projeto de lei de autoria da vereadora Marisol Santos que cria a Semana Municipal de Superdotação e Altas Habilidades, a partir de 10 de agosto.

“É um assunto que merece visibilidade. O governo municipal nos apoiou em absolutamente tudo desde o início, mas é um ato para instituir que se pense neste assunto sempre”, comentou a parlamentar.

Para o executivo, a proposta tem mérito ainda maior, considerando-se a valorização das capacidades elevadas de crianças e jovens das redes pública e privada de ensino.

“É uma geração nova que está vindo, muito à frente de nós e que só compreenderemos com o tempo”, observou Adiló.

Ainda na terça-feira (26), o prefeito sancionou também projeto de lei que concede redução de carga horária ao servidor público municipal pai, mãe ou representante legal de pessoa com deficiência (PCD).

“É uma demanda que vem de nossos servidores, uma questão de sensibilidade, e que agora, felizmente, conseguimos contemplar”, concluiu o prefeito.

Galeria de imagens
1 de 7 imagens

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan