1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Maio

Caxias do Sul terá diagnóstico inédito para elaboração do Plano Municipal pela Primeira Infância

Comissão encarregada da tarefa deu início aos trabalhos nesta quarta-feira (25)

Publicada dia

A partir de uma reunião realizada na manhã desta quarta-feira (25), no auditório da Secretaria Municipal de Educação (SMED), Caxias do Sul se posicionará à frente da maioria dos municípios do Rio Grande do Sul e de muitos outros do Brasil. O encontro marcou o início das atividades da comissão especial encarregada de elaborar o Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI). A criação da política pública, determinada por legislação federal de 2016, ainda é incipiente em grande parte do território nacional.

Com o trabalho do grupo instituído oficialmente na segunda-feira (23), sob as presenças do prefeito Adiló Didomenico, da vice-prefeita Paula Ioris e da secretária de Educação, Sandra Negrini, Caxias do Sul entrará para o seleto grupo de municípios do país que possuem um retrato atualizado e específico do perfil e das necessidades de suas crianças. A primeira tarefa da equipe será a elaboração do chamado Diagnóstico Situacional da Primeira Infância. Uma ferramenta capaz de fornecer informações valiosas – e dependendo do caso, inéditas – a respeito da população na faixa de zero aos seis anos de idade.

“O Plano Municipal pela Primeira Infância será elaborado à luz do Plano Nacional pela Primeira Infância, que teve sua primeira versão em 2010. A proposta é a elaboração de forma coletiva. Por isso, a comissão que estará à frente do processo é intersetorial. Também serão convidadas instituições que compõem a sociedade, para que haja uma discussão ampla, com organizações sociais, especialistas, pesquisadores, técnicos, mas principalmente, as crianças e quem delas se ocupa. No sentido de cuidado, de educação, de compreender seus desejos e seus anseios”, afirma a secretária Sandra Negrini.

A exemplo do que ocorre em outros municípios do país, a ideia é que o diagnóstico sirva como um instrumento complementar para nortear a comissão intersetorial para ações inovativas e prioritárias. O documento orienta as principais políticas públicas e investimentos na proteção e promoção dos direitos da criança de zero a seis anos. O resultado do diagnóstico servirá como base para o estabelecimento de metas e indicadores de monitoramento e avaliação das ações estabelecidas para o PMPI. O objetivo é conferir maior eficácia ao processo, a fim de melhorar a qualidade de vida das crianças.

“O PMPI vem num viés técnico e político que vai orientar a organização e o planejamento da cidade para os próximos anos, tendo um profundo caráter de política de estado, muito mais do que política de governo. É uma política que deve ser adotada por toda sociedade civil, na defesa, promoção e realização dos direitos das crianças de até seis anos de idade”, observa Sandra.

Sociedade chamada a contribuir

Nesta etapa do processo, cada secretaria, órgão público ou instituição participante fará o diagnóstico do atendimento às infâncias no município. Segundo os organizadores, a tendência é de que o trabalho seja extenso, pois requer captação de dados para estabelecer metas a curto, médio e longo prazo. Ainda assim, a expectativa é de que os primeiros indicadores sejam conhecidos em 2023.

Em um segundo momento, os resultados serão apresentados à sociedade – que será chamada a contribuir na elaboração do PMPI – em uma audiência pública. A partir daí, vêm a manutenção ou criação de novas metas.

Para a gerente pedagógica de educação infantil da SMED, Elise Testolin, a assinatura do documento que deu início ao processo, segunda-feira (23), sinaliza o compromisso do Executivo com as infâncias de Caxias. “É um marco histórico para o Município na garantia de direitos das nossas crianças. A presença das autoridades e a participação de representantes de diferentes secretarias e órgãos públicos e da sociedade civil na comissão demonstram a responsabilidade de todos para que o Plano Municipal pela Primeira Infância se torne realidade”, enfatiza a gestora.

Galeria de imagens
1 de 11 imagens

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan