1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Maio

SMS divulga resultados do segundo Lira realizado em 2022

Trabalho indicou aumento do nível de infestação e bairros onde há alerta de epidemia

Publicada dia

A Vigilância Ambiental em Saúde, ligada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) ultrapassou a meta de visitas para o Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (Lira), que serve para verificar o nível de infestação do mosquito da dengue. A equipe da Vigilância tinha o objetivo de realizar 6.924 visitas mas encerrou com 7.802, o que significa 112%. O estudo indicou que o índice de infestação no Município subiu de 1,9% em janeiro para 2,7% e apontou os bairros que estão em alerta ou próximos ao alerta de epidemia. A pesquisa ocorreu de 26/04 a 09/05.

O Lira mostrou que 13 bairros estão em alerta de epidemia: Esplanada, São Caetano, Vinhedos, Colina Sorriso, Santa Lúcia, Santa Lúcia Cohab, Santa Catarina, São José, Nossa Senhora da Saúde, Forqueta, Desvio Rizzo, Cruzeiro e Charqueadas. Também apontou que outros oito estão próximos ao alerta de epidemia: São Leopoldo, Panazzolo, Exposição, Cristo Redentor, Bela Vista, Pioneiro, Nossa Senhora de Fátima e Centenário.

“Pedimos que toda a população colabore e, em especial, os moradores desses bairros citados, pois nestes locais o risco se torna maior em função do alerta de epidemia. Os cuidados necessários são simples e são os mesmos que sempre lembramos, que é eliminar locais com água parada, para que possamos diminuir a proliferação do Aedes aegypti”, salienta Sandra Tonet, diretora técnica da Vigilância Ambiental em Saúde, acrescentando que a prevenção precisa ser feita por moradores de todo o Município.

Também foram coletadas durante o Lira 184 amostras para análise, sendo que a maior parte estava em garrafas, bebedouros de animais, sanitários, vasos e pratos. Em 67 imóveis foi confirmada a presença de foco do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya.

Na última sexta-feira (13/05), toda a equipe da Vigilância participou de capacitação (fotos) sobre o monitoramento de focos e revisão de ações em função do resultado do Lira. Também prosseguem as visitas domiciliares e os bloqueios de casos, que consistem na aplicação de tratamento químico contra o Aedes aegypti nas regiões onde há confirmação de dengue ou suspeitas, bem como o reforço de fiscalização em pontos estratégicos, como cemitérios, borracharias, ferros-velhos e floriculturas, onde há grande chance de acúmulo de água. O número de focos chega a 671.

Município tem 5 casos de dengue autóctones e 16 importados

Até o momento, Caxias do Sul registra cinco casos de dengue autóctones (contraídos no município) e 16 importados (quando a pessoa contraiu a doença em outra localidade), totalizando 21 em 2022. Além disso, há 57 suspeitas da doença aguardando confirmação.

Distribuição de focos por bairro

  • Cruzeiro: 108
  • Pioneiro: 51
  • Colina Sorriso: 43
  • Tijuca: 42
  • São Caetano: 37
  • Cidade Nova: 30
  • Marechal Floriano e São José: 27
  • Desvio Rizzo: 21
  • Nossa Senhora de Lourdes e Pio X: 19
  • Charqueadas: 18
  • Petrópolis: 17
  • Cinquentenário e Cristo Redentor: 16
  • Santa Lúcia Cohab: 14
  • Santa Catarina: 13
  • Jardim do Shopping e Esplanada: 12
  • Forqueta: 11
  • Santa Lúcia: 9
  • Bela Vista e São Leopoldo: 8
  • Centro, Galópolis, Nossa Senhora de Fátima, Rio Branco: 6
  • São Luiz da 6ª Légua e Sagrada Família: 5
  • Jardim Esmeralda, Santa fé, Planalto, Presidente Vargas e Reolon: 4
  • Cidade Industrial, Mariani, Medianeira, Nossa Senhora da Saúde, Panazzolo, Universitário e Vinhedos: 3
  • Centenário, Exposição e São Pelegrino: 2
  • Canyon, De Lazzer, Jardelino Ramos, Jardim Eldorado, Kayser, Madureira, Mariland, Parque Oásis, Pedancino, São Giacomo, São Victor Cohab e Vila Cristina: 1

Orientações para evitar a proliferação

  • Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos
  • Recolher o lixo do pátio
  • Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca
  • Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva, ou encaminhá-los à Central de Armazenamento de Pneus Inservíveis da Codeca
  • Tampar caixas d’água
  • Colocar telas milimétricas em caixas d’águas descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos
  • Limpar as calhas
  • Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água
  • Eliminar os pratinhos das plantas
Galeria de imagens
1 de 3 imagens

Foto por Betânia Ramalho da Silva

Foto por Betânia Ramalho da Silva

Foto por Betânia Ramalho da Silva