1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Junho

Prefeitura de Sapiranga conhece modelo de gestão compartilhada das UPAs de Caxias

Representantes do município da região do Vale dos Sinos realizaram visita na quarta-feira (22/06)

Publicada dia

Representantes da Prefeitura de Sapiranga estiveram na Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e na UPA Central de Caxias, na quarta-feira (22/06), para conhecer o modelo de gestão compartilhada adotado no Município. A secretária da Saúde de Sapiranga, Janete Hess, e a coordenadora-geral da pasta, Marta Reichert, realizaram a visita em função do interesse em adotar modelo semelhante ao implantado em Caxias do Sul. Elas foram recebidas pela secretária da Saúde de Caxias, Daniele Meneguzzi; pelos diretores do setor Jurídico, Mário Gregoire Taddeucci, e Financeiro, Milton Balbonot, além de Patrícia Mejolaro Britto, responsável pela Fiscalização do Contrato da UPA Central.

A secretária Daniele e equipe apresentaram o modelo vigente em Caxias, que é detalhado em Plano de Trabalho. O acompanhamento da gestão é diário, com emissão de relatórios, controle de metas e fiscalização que funciona diuturnamente nas duas unidades (Central e Zona Norte). “Mantemos uma relação muito próxima com as gestões das UPAs, pois esse não é um tipo de contrato que pode ser meramente formal. O Município acompanha muito de perto, não importa se é sábado, domingo, feriado, precisamos estar sempre informados sobre o andamento dos atendimentos e isso é fundamental na gestão compartilhada”, detalhou Daniele.

Também foram mostrados dados relativos à economicidade gerada, uma vez que se o Município custeasse com recursos próprios, lotando servidores, somente os custos gerados com folha de pagamento na UPA Central, por exemplo, chegariam a R$ 3,619 milhões mensais, enquanto o custo total no modelo atual é de R$ 2,308 milhões para recursos humanos, estrutura, materiais e serviços. A secretária de Saúde de Sapiranga informou que o município possui uma UPA de porte I e que as informações coletadas em Caxias servirão de subsídio para possivelmente implantar modelo semelhante na cidade.

Foto por Cristiane Barcelos