1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Junho

Primeira Infância e os desafios da paternidade

Seminário, que faz alusão ao tema, recebe inscrições até quarta (29/06)

Publicada dia

Um assunto pouco presente na maioria das famílias brasileiras é sobre o papel fundamental do pai na criação dos filhos, principalmente, na faixa etária compreendida de zero aos seis anos. Em Caxias do Sul, desde 2005, famílias com crianças neste grupo etário são atendidas pelos programas Primeira Infância Melhor (PIM) e Criança Feliz (PCF), que têm o objetivo central de orientar e promover o desenvolvimento integral das gestantes e de suas crianças. Em 17 anos, o PIM já atendeu 6.743 famílias, 1.782 gestantes e 7.713 crianças.

Como inserir de forma mais efetiva os pais nesse processo foi algo que sempre norteou os debates das lideranças envolvidas. A resposta veio em agosto de 2021 quando a Fundação de Assistência Social (FAS) firmou um termo de parceria com o Instituto Promundo para a experiência piloto do “Programa P” para trabalhar a paternidade e a masculinidade na família, iniciando com os programas Primeira Infância Melhor e Criança Feliz no Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Ao dirigir-se aos homens, o Programa P envolve os pais, parceiras ou parceiros na adoção de novos comportamentos de cuidado.

O PIM e o Criança Feliz já fazem o acompanhamento à gestante e às crianças no desenvolvimento infantil por meio de atividades como comunicação e linguagem, habilidades intelectuais, motricidade fina e ampla, valorização do meio em que vivem, jogos e brincadeiras, afetividade, saúde, higiene e nutrição. No momento, a equipe dos programas é composta por três servidores, representantes da Saúde, Educação e FAS.

O programa P chegou para trabalhar a maior inserção da figura masculina nesses processos. “Para a equipe do PIM/PCF e, enquanto representante da política da assistência social, foi desafiador participar desse processo, tendo em vista que a maioria das famílias atendidas pelo programa tem mulheres, mães e avós como executoras das atividades propostas pelos visitadores”, ressalta Henriette Giesel Castro, assistente social pela FAS.

Valeska Rama Molardi, representante da Saúde, refere que os programas PIM/PCF desenvolvem ações de prevenção e promoção em saúde no momento em que acompanha cada gestante e criança no cuidado e desenvolvimento infantil. “As visitas domiciliares são semanais. Nos impulsiona a continuar fortalecendo os vínculos familiares quando há um responsável masculino”, explica.

A representante da Educação, Andrea da Silva, percebe o avanço das crianças no contato com o lúdico quando se planeja ações individuais. “A participação paterna e de cuidador no desenvolvimento das atividades contribui na formação das crianças e no fortalecimento dos vínculos familiares”, relata.

Nesta quinta-feira (30/06), a partir das 9h, ocorre o Seminário Municipal sobre Paternidade e Primeira Infância com diversos painelistas tratando do tema e apresentação dos resultados do Programa P voltado à parentalidade e ao cuidado paterno. O evento será realizado no Teatro Pedro Parenti, na Casa da Cultura. As inscrições podem ser feitas pelo link https://linktr.ee/promundo_br.

O Programa P atua de forma a estabelecer parcerias com iniciativas locais onde haja projetos de intervenção focados nas famílias e na primeira infância e ou no papel dos homens como pais cuidadores. Inclui ações de capacitação a profissionais de saúde, educação, desenvolvimento social, organizações sociedade civil e população em geral.

Histórico do Primeira Infância Melhor e Criança Feliz

O PIM Caxias iniciou suas atividades em 2005 com a pactuação do Estado para implantação da ferramenta. Teve seu marco em 2015, com o decreto nº 17.626, de 17 de junho de 2015, que institui as diretrizes para as ações do Programa Primeira Infância Melhor Caxias do Sul.

Em 2017, por intermédio da Fundação de Assistência Social, Caxias do Sul aderiu ao Programa Criança Feliz – PCF, com a pactuação de atendimento às famílias beneficiárias dos Programas Auxílio Brasil e Benefício de Prestação Continuada. Estes programas contemplam o Marco da Primeira Infância, na lei nº 13.257/2016, que estabelece princípios e diretrizes para a formulação e a implementação de políticas públicas para a primeira infância em atenção à especificidade e à relevância dos primeiros anos de vida no desenvolvimento infantil e, posteriormente, do ser humano.

Os programas PIM/CF tem como ação transversal o fortalecimento das competências familiares e comunitárias, a proteção da criança, a promoção de ações de prevenção à violação dos direitos das crianças e de agravos no acompanhamento ao período gestacional e o desenvolvimento infantil. Estas políticas visam fortalecer a articulação dos serviços correlacionados nos territórios, priorizando espaços para o compartilhamento de saberes e o empoderamento familiar.

O PIM/PCF conta com seis monitores que coordenam em média seis visitadores, 24 visitadores/bolsistas e dois digitadores/estagiários. O Programa Criança Feliz integra as ações dos Centros de Referência de Assistência Social, responsáveis pelo acompanhamento das famílias pelos técnicos de referência, que atendem, atualmente, 238 núcleos familiares.