1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Junho

Secretaria da Saúde apresenta resultados do 1ª quadrimestre do ano

Audiência pública ocorreu na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul

Atualizada dia

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) apresentou, em audiência pública na Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (29/06), a prestação de contas relativa ao primeiro quadrimestre de 2022 (janeiro a abril). Também foram prestadas informações sobre o panorama da pasta neste início de ano.

A secretária da Saúde, Daniele Meneguzzi, pontuou o aumento da oferta de serviços por meio de convênios, a exemplo do acordo de cooperação com o Círculo para aumento da quantidade e do rol de opções de consultas e exames eletivos, além do novo Centro de Atendimento Integrado em Saúde para Crianças Autistas, programado para abrir em agosto. Daniele também informou que os médicos aprovados em concurso para exercer carga horária de 20 horas semanais têm previsão de começarem a ser chamados na segunda quinzena de julho, conforme cronograma do processo de ingresso na Prefeitura. Esses profissionais vão reforçar o quadro das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que têm defasagem de 17 médicos, embora nenhuma esteja desassistida.

Questionada sobre melhorias em UBSs, Daniele apontou que a reforma e ampliação das Unidades Planalto e Parque Oásis e a reforma de Mariani e Esplanada estão em fase de atualização de orçamento pela Secretaria de Obras, já com recursos garantidos. Há também a previsão de construção da UBS Caminho do Meio (na região do loteamento Victório Trez), que depende de análise de permuta pela Secretaria do Planejamento. Em paralelo, uma licitação para contratação de empresa para pequenos reparos está em andamento. “É algo que não existia antes e vai nos ajudar a economizar tempo, pois tendo a empresa selecionada em licitação, não será necessário todo o processo de contratação por dispensa a cada pequena intervenção necessária”, destacou.

O diretor financeiro Milton Balbitot apresentou os dados relativos ao quadro econômico da SMS. Ele destacou que 60,95% de todas as receitas e 59,10% das despesas do primeiro quadrimestre partiram do Município. Do total de R$ 190 milhões em despesas, 94% são referentes a pessoal, serviços, subvenção e contratos de gestão. “São despesas difíceis de reduzir na gestão da saúde”, explicou. As despesas com subvenção (para cobrir a defasagem de procedimentos da tabela SUS) foram da ordem de R$ 10,8 milhões por parte do Município e, se somados recursos estaduais e federais, chegaram a R$ 28,2 milhões.

Os resultados referentes à produção de serviços em saúde foram apresentados pela diretora do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria, Marguit Meneguzzi. Somente as duas UPAs (Central e Zona Norte) totalizaram 272.653 atendimentos nos quatro meses.

Entre serviços especializados realizados pela estrutura do Município, foram 309.942, dentre atendimentos no Centro Especializado de Saúde (CES), análises clínicas, diagnóstico de imagens e patologia da Central de Exames Complementares e atendimentos especializados do serviço de Infectologia. Já os serviços contratualizados, dentre atendimentos de Média e Alta Complexidade, totalizaram 807.249 no quadrimestre. Dos atendimentos eletivos prestados nos hospitais Pompéia e Geral, a estimativa é de que entre 20% a 25% sejam de pacientes de fora de Caxias do Sul. Na Atenção Básica foram 597.656 atendimentos. Os dados apresentados são dimensão da grande quantidade de serviços prestados pela rede pública em Caxias do Sul.

Marguit destacou, ainda, a projeção de ampliar os agendamentos on-line de consultas, atualmente em projeto-piloto nas UBSs Ana Rech e Alvorada. O encontro foi promovido pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA).

Galeria de imagens
1 de 4 imagens

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan

Foto por João Pedro Bressan