1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Agosto

Mais 20 personalidades ligadas aos 132 anos de Caxias do Sul terão árvores plantadas em seus nomes neste sábado (13)

Homenagem a lideranças e destaques em diversos segmentos ocorre a partir das 10h, no Ecoparque, e é aberta ao público

Atualizada dia

A partir das 10h deste sábado (13), mais 20 personalidades ligadas a história, desenvolvimento e divulgação de Caxias do Sul serão homenageadas com o plantio de árvores dedicadas a seus nomes no Ecoparque (em frente ao Jardim Botânico, no Complexo Dal Bó). Ao todo, serão reconhecidas 132 pessoas – em alusão ao número de anos de emancipação comemorados pelo município em 2022. A lista completa pode ser conferida neste link. A expectativa é que o processo esteja finalizado até a semana em que se comemora o Dia da Árvore, em 21 de setembro.

O plantio vem sendo realizado desde junho, organizado em grupos, por ordem alfabética. A depender das condições climáticas, a quantidade de nomes reconhecidos e a data de cada ocasião podem sofrer ajustes. Todos os homenageados, seus familiares ou representantes são avisados antecipadamente pela equipe da Prefeitura – que realiza a ação por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA). Os homenageados na etapa anterior da iniciativa podem ser conhecidos neste endereço. Até o momento, 53 pessoas já têm seus nomes sob a guarda de futuras árvores do Ecoparque.

No total, serão plantadas 30 mudas de ipê-amarelo, 30 mudas de ipê-roxo, 20 mudas de tarumã, 32 mudas de cerejeira e 20 mudas de ingá – todas espécies nativas do Brasil.

Logo abaixo, confira quem são os 20 homenageados deste sábado (13) e de que forma marcaram a história de Caxias do Sul:

Irmã Renata Segat – diretora do Colégio São José, fundado há 120 anos, desde 1978. Sob sua gestão, a instituição abriu escolas de educação infantil e ensino fundamental para atender as comunidades dos bairros Cruzeiro (em 1982) e Capivari (em 1987), além do Centro de Atividades Múltiplas Integradas (CAMI), no bairro Canyon, mantido em parceria com o município, para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social – destaque na área de EDUCAÇÃO

Janaina De Carli dos Santos – promotora de Justiça especializada em causas ambientais. Reconhecida pela Câmara de Vereadores, em 2010, com o Prêmio Caxias do Sul, pela atuação em defesa da sustentabilidade – destaque na área AMBIENTAL

Jennifer Sirtoli – atleta de basquete feminino formada no distrito de Galópolis e atualmente profissional do Catanduva (SP), clube pelo qual disputa competições nacionais e internacionais. Campeã Sul-Americana Sub-17, em 2009. No ano seguinte, repetiu o feito, já pela Seleção Sub-18 – destaque na área ESPORTIVA

Jimmy Rodrigues – jornalista, escritor e político, exerceu papel histórico em funções de repórter, redator, colunista, correspondente, colaborador editor e diretor em veículos de informação como Rádio Caxias, Correio Riograndense, A Época, Pioneiro, Última Hora, Zero hora, Jornal do Comércio, Diário de Notícias e TV Caxias. Atuou ainda na chefia de gabinete da Prefeitura Municipal e na direção da Festa da Uva. Desde 2014, dá nome ao espaço da TV Câmara de Caxias do Sul. Falecido em 2013 – destaque na área de COMUNICAÇÃO

Joanira Kayser – dirigente partidária, líder comunitária e comerciante. Referência de atuação política feminina na história do município – destaque na área COMUNITÁRIA e SOCIAL

João Francescutti – fundador e sócio da metalúrgica Susin Francescutti, em atividade desde 1954. Presidente do Conselho Deliberativo da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul entre 2005 e 2008, reconhecido com medalha pelo Conselho Superior da mesma entidade em 2018 e com o Mérito Raul Randon de Metalmecânica pela Câmara de Vereadores em 2019 – destaque na área EMPRESARIAL

José Brugger – cirurgião, obstetra e ginecologista, foi também diretor clínico e técnico do Hospital Pompéia, onde atuou por mais de 50 anos. Desde 1998, dá nome ao Centro de Memória da instituição, que apresenta um dos maiores acervos da área médica no Rio Grande do Sul, abrangendo o período de 1920 a 1970. Falecido em 2017 – destaque na área de SAÚDE e MEDICINA

José Carlos de Anflor – líder partidário, operário e comunitário da região do bairro Kayser, fundou a primeira associação de bairro de Caxias do Sul. Primeiro presidente quando se oficializou o nome de União das Associações de Bairro (UAB), conduziu a entidade ao longo de cinco anos. Durante sua gestão, o número de Associações de Moradores de Bairro (AMOBs) saltou de 20 para 70. Em 1980, foi reconhecido pela Câmara de Vereadores com a outorga do Troféu Caxias. Atualmente, dá nome ao auditório da sede da UAB. Faleceu no exercício do cargo, em 1982 – destaque na área COMUNITÁRIA e SOCIAL

José Clemente Pozenato – escritor, filósofo, professor, tradutor, membro da Academia Sul-Brasileira de Letras e da Academia Rio-Grandense de Letras. Autor de obras em poesia e romance, como Carta de Viagem, Meridiano, O Caso do Martelo e O Caso do Loteamento Clandestino. Ex-secretário municipal de Cultura e Patrono da Feira do Livro de Caxias do Sul em 1994. Reconhecido com distinções como o Troféu Caxias (1986), os títulos de Cidadão Caxiense (1991) e Personalidade do Livro da Câmara Rio-Grandense do Livro (1995), o Prêmio Caxias da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul (2015) e o título de Cavaliere na Ordem do Mérito da República Italiana (2007). Em 1985 publicou O Quatrilho, romance que foi adaptado para o cinema com o mesmo título e, em 1996, concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro – destaque na área CULTURAL e ARTÍSTICA

José Gazola – ao lado dos irmãos, Antônio e Sylvio, fundou em 1932 a empresa José Gazola e Cia., que viria a se tornar uma das maiores fabricantes de utensílios de aço inoxidável do país, a Metalúrgica Gazola. Além de comandar a empresa por quase 40 anos, foi um dos fundadores do Rotary Clube e do Lions Clube de Caxias do Sul. Também presidiu a então Associação Comercial e o Clube Juvenil. O Centro de Formação Profissional do SENAI, em Caxias do Sul, leva seu nome. Falecido em 1972 – destaque na área EMPRESARIAL

José Zugno – agrônomo, professor, pesquisador, naturalista e ambientalista, contribuiu de forma tão revolucionária para a qualificação, a diversificação e a valorização da atividade agrícola no meio rural, que as mudanças de pensamento e prática transformaram Caxias do Sul no maior polo hortifrutigranjeiro do Rio Grande do Sul. Secretário municipal de Agricultura por 26 anos, criou as feiras do agricultor, alterou a concepção de praças, parques e jardins e ampliou e diversificou a arborização urbana do município. Falecido em 2008, desde então dá nome ao Horto Municipal de Caxias do Sul – destaque na área AMBIENTAL

Joseline Mirele Pinson de Vargas – juíza, titular da Vara Regional de Execuções Criminais (VEC), atual diretora do Fórum da Comarca de Caxias do Sul – destaque na área de REPRESENTATIVIDADE INSTITUCIONAL

Loraine Slomp Giron – historiadora, professora, pesquisadora, escritora, chefiou o Departamento de História e Geografia da Universidade de Caxias do Sul (UCS), onde também idealizou a criação do Centro de Documentação (CEDOC), atualmente vinculado ao Instituto de Memória Histórica e Cultura. Natural de Forqueta, tornou-se uma das maiores autoridades nacionais no estudo e pesquisa sobre a imigração e a colonização italiana no Rio Grande do Sul, a presença do negro na Serra Gaúcha, o protagonismo da mulher no desenvolvimento da região e as manifestações do fascismo no Brasil. No ano 2000, recebeu da Câmara de Vereadores o título de Cidadã Emérita de Caxias do Sul e, em 2009, foi reconhecida com a Medalha Monumento Nacional ao Imigrante, a mais alta comenda concedida pelo município, por serviços prestados à comunidade. Falecida em 2021 – destaque na área HISTÓRICA

Luiz Carlos de Lucena – jornalista, radialista, escritor, atuou de maneira fundamental em diversos veículos de comunicação da cidade, como Rádio Caxias, Rádio Difusora, TV Caxias, jornal Pioneiro e UCS TV (onde exerceu função de coordenador). Ainda trabalhou em empresas históricas do município, como Pastifício Caxiense e Viação Santa Tereza (VISATE). Em 2007, recebeu da Câmara de Vereadores o título de Cidadão Caxiense e, no ano seguinte, passou a integrar a Academia Caxiense de Letras. Na histórica transmissão a cores do desfile de abertura da Festa da Uva de 1972, que foi a primeira do gênero no Brasil e que completa 50 anos em 2022, foi o responsável por recepcionar parte do elenco principal de artistas da Rede Globo, trazido do Rio de Janeiro para participar do evento. Falecido em 2018 – destaque na área de COMUNICAÇÃO

Luiz Cezar Vacchi – servidor público municipal, diretor do departamento de Praças, Parques e Jardins (PPJ) da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA). Presidente do Conselho de Ética Regional da 25ª Região Tradicionalista. Natural de Criúva, era um entusiasta do Monumento Natural Palanquinho. Falecido em 2021 – destaque na área AMBIENTAL

Luiz Pizzetti – líder comunitário da região do bairro Madureira, presidente de honra da União das Associações de Bairro (UAB), dirigente partidário, preso político pela ditadura militar. Reconhecido pela Câmara de Vereadores com o título de Cidadão Caxiense, em 1998, e o Prêmio Caxias, em 2013. Falecido em 2018 – destaque na área COMUNITÁRIA e SOCIAL

Marçal Rodrigues (Juruna) – radialista, por mais de quatro décadas esteve à frente do microfone da Rádio Difusora Caxiense. Também passou pela Rádio Comunitária da União das Associações de Bairro (UAB). Em 2010, foi agraciado com troféu pela seccional Serra Gaúcha da Associação Riograndense de Imprensa (ARI Serra Gaúcha). Em 1991, recebeu da Câmara de Vereadores o título de Cidadão Caxiense. Falecido em 2022 – destaque na área de COMUNICAÇÃO

Marciano Corrêa da Silva – líder comunitário e representante dos moradores da Zona Norte do município, com destaque para os bairros Cânyon e Vila Ipê – destaque na área COMUNITÁRIA e SOCIAL

Margô Dalla Rosa Brusa – profissional de dança, coreógrafa, professora, diretora e fundadora do Núcleo Artístico Ballet Margô, que completa 40 anos de atividades em 2022. Ao longo de cinco décadas de carreira ensinando dança, já formou bailarinos para diversas companhias do Brasil e do mundo. Atualmente, a filha Katherine conduz as atividades da escola e o filho, Matheus, dirige a Companhia Municipal de Dança – destaque na área CULTURAL e ARTÍSTICA

Margot Sauer – jornalista, radialista, comunicadora, com passagens por diversos veículos de comunicação, como Rádios Independência e Caxias, jornais Zero Hora e Pioneiro e TV Caxias. Pela Rádio Caxias, tornou-se precursora em transmissão no formato de colunismo social, o que a levou a repetir o pioneirismo pela televisão, no famigerado Canal 8. Em ambos os casos, também esteve entre as primeiras mulheres a conquistar protagonismo no comando de quadros e programas locais. Em 1985, recebeu da Câmara de Vereadores o título de Cidadã Caxiense. Falecida em 1995 – destaque na área de COMUNICAÇÃO

Fotos: João Pedro Bressan