1. Início
  2. Notícias
  3. 2022
  4. Outubro

Nota de esclarecimento

Atualizada dia

Diante de relatos e vídeos que circulam em redes sociais e na imprensa de Caxias do Sul, registrando atos de vandalismo ocorridos na madrugada desta terça-feira (04/10), no Centro da cidade, a Prefeitura de Caxias do Sul esclarece os questionamentos que vêm sendo feitos.

1) A pessoa flagrada cometendo o vandalismo NÃO pertence ao quadro funcional de servidores públicos nomeados ou exerce cargo em comissão na Fundação de Assistência Social (FAS), como alguns registros em redes sociais tentam induzir. A pessoa é vinculada a uma das organizações da sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que atuam em forma de parceria com a FAS.

2) Informada dos fatos e identificada a pessoa, a presidente da FAS contatou com o presidente da OSC para que tomasse as providências cabíveis. O mesmo assim agiu e, de acordo com informações ainda não oficiais, já demitiu o funcionário, que atuava como psicólogo.

3) Os agentes da Guarda Municipal, que estavam em serviço na Praça Dante Alighieri, na madrugada, detiveram a pessoa e, diante da comprovação dos danos ao patrimônio público e privado, fez o encaminhamento, como determina a lei, para registro de Boletim de Ocorrência.

4) Com base neste boletim, o caso será encaminhado por meio da Polícia Civil ao Poder Judiciário para a definição de eventual penalidade da pessoa. Não cabe, portanto, a cobrança feita em redes sociais para que Prefeitura e FAS tomem medidas mais enérgicas. É o Poder Judiciário que decidirá sobre as condutas legais que serão tomadas.

5) Esclarece também que a Guarda Municipal agiu no estrito cumprimento de suas atribuições, detendo a pessoa e a levando para a Polícia Civil. A presença de agentes na Praça é permanente, 24 horas por dia, inclusive com uso de viaturas, e não casual, em razão da Feira do Livro, como relatos tentam dar a entender.

6) Por fim, a Prefeitura, FAS e Guarda Municipal estão à disposição para prestar todas as informações necessárias às autoridades de segurança pública e judiciárias, respeitando os procedimentos legais pertinentes ao caso.