1. Início
  2. Notícias
  3. 2023
  4. Janeiro

Demanda de 30 anos começa a ser atendida pela Prefeitura de Caxias

Comunidade da localidade de Cerro da Glória será beneficiada com pavimentação asfáltica

Publicada dia

Após três décadas de mobilizações, a comunidade de Cerro da Glória acompanhou nesta segunda-feira (09/01) o início da concretização do asfaltamento da Estrada Municipal 306, em trecho superior a 4,5 quilômetros. Mais de 150 pessoas, a maioria moradores da localidade e vizinhanças, participaram do ato de ordem de início das obras, que têm prazo de conclusão estimado em 18 meses. O investimento acima de R$ 14 milhões tem origem no Programa de Desenvolvimento da Infraestrutura (PDI II), financiado pela Corporação Andina de Fomento (CAF).

A Prefeitura de Caxias do Sul encaminhou, sem êxito, três processos licitatórios para contratação de empresa para execução da obra. Razão para que a Companhia de Desenvolvimento de Caxias (Codeca) fosse contratada para o serviço. A elaboração do projeto teve início na Administração do prefeito Flávio Cassina pela Secretaria de Planejamento, com conclusão no atual governo. À Secretaria de Obras caberá a fiscalização da obra.

O prefeito Adiló Didomenico recordou que, na campanha eleitoral, não esteve na localidade, mas recebeu, nos últimos dois anos, representantes da comunidade que reiteravam a necessidade da obra, demandada há 30 anos. “Sempre foram educados, respeitosos e madrugadores. Tiveram paciência e compreensão com as dificuldades da Prefeitura”, citou. Comentou que não prometeu a obra, nem pediu votos na comunidade, mas que a região merecia atenção por seu potencial econômico. “O secretário Rudimar Menegotto foi enfático ao destacar que daqui saem em torno de 7 milhões a 8 milhões de quilos de uva e mais de 1 milhão de quilos de cítricos. É uma obra essencial para o desenvolvimento da região e do Município”, reforçou.

Aproveitou o momento para reiterar a importância estratégica da Codeca, contratada para execução da obra. “O setor privado abriu mão deste projeto. Por isso, a decisão de contratar a Codeca, que felizmente temos como alternativa para estes momentos. O trabalho, certamente, será de qualidade, já presente em outras estradas em que esteve envolvida”, destacou. Lembrou ainda que o valor da obra passou dos R$ 9 milhões inicialmente estimados para os atuais R$ 14 milhões em função dos aumentos dos insumos.

O secretário de Obras, Norberto Soletti, ressaltou a resiliência da comunidade em sua luta de 30 anos pela obra e a decisão do prefeito Adiló de olhar para a frente, atendendo uma demanda que não estava em seu projeto de campanha. “Uns prometem, outros fazem”, registrou Soletti, ao agradecer a acolhida da comunidade, que ajudará na estruturação de espaços para alojamento dos servidores da Codeca. Para o secretário, estrada pavimentada, comunicação e energia são ingredientes fundamentais para assegurar a sucessão familiar no interior.

Reforçou a importância da Administração Cassina que deu início ao projeto em plena pandemia, a atuação do ex-prefeito Alceu Barbosa Velho, responsável por contratar o financiamento com a CAF, e o esforço deste governo em licitar a estrada três vezes. “Buscamos todas as formas possíveis para contratar uma empresa privada, mas não tivemos êxito. Felizmente temos a Codeca”, assinalou. Soletti aproveitou para pedir a compreensão da comunidade ao frisar que obras em estradas sempre trazem alguns desconfortos.

Para a diretora-presidente da Codeca, Maria de Lourdes Fagherazzi, a data era memorável e a obra fundamental para a recuperação da companhia. Informou que, na manhã da segunda-feira, reuniu as equipes envolvidas para destacar a importância da obra para a comunidade, Município e Codeca. “Estamos unidos na execução desta conquista. Vamos tornar realidade um sonho acalentado por décadas. A comunidade do Cerro da Glória é prioridade para nós”, expôs.

Na condição de presidente da Associação de Moradores do Cerro da Glória, Milton Santini registrou o agradecimento da comunidade, lembrando que nas reuniões o prefeito sempre manifestou interesse na execução, mas de forma transparente apontava as razões para a demora. Afirmou que a comunidade já tem uma produção agrícola representativa, mas que pode evoluir muito mais no aspecto turístico. “É potencial a ser desbravado e a pavimentação é um início. A Prefeitura está fazendo um investimento em que todo o município será beneficiado”, assinalou.

A solenidade foi prestigiada pelos deputados Neri, o Carteiro e Carlos Búrigo; pelo presidente da Câmara, Zé Dambrós, e vereadores Adriano Bressan, Juliano Valim, Velocino Uez e vereadora Tatiane Frizzo; ex-prefeito Flávio Cassina; e presidente da União das Associações de Bairros, Valdir Walter. O Município ainda foi representado pelos secretários Giovani Fontana, da Habitação; Elvio Gianni, do Desenvolvimento Econômico; Gilmar Santa Catharina, de Gestão e Finanças; João Uez, do Urbanismo; Paulo Roberto da Rosa da Silva, da Segurança Pública; Rudimar Menegotto, da Agricultura; secretária de Governo, Grégora Fortuna dos Passos; chefe de Gabinete, Cristiano Becker da Silva; procurador Geral, Adriano Tacca; diretor-presidente do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto, Gilberto Meletti; coordenador do Procon, Jair Zauza; subprefeitos de Vila Cristina, Remildo Basso, e de Forqueta, Deivid Ilha; e coordenador distrital Silvano Zanotti.

Galeria de imagens
1 de 11 imagens

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel

Foto por Samuel Maciel