1. Início
  2. Serviços
  3. Cultura
  4. Museus

Museu Ambiência Casa de Pedra

Descrição

O Museu de Ambiência Casa de Pedra é um local de inúmeras memórias. Suas pedras simples, assentadas e rejuntadas com barro, as aberturas em madeira de pinho, o amplo parreiral que ostenta próximo a si, se entrelaçam com a história local e lembram de um tempo em que, ao final do século XIX, uma das primeiras dificuldades a ser superada pelos imigrantes seria a edificação da própria moradia. Para tal, se valeriam tanto das técnicas provenientes de além-mar quanto da própria sensibilidade tornada ágil frente as necessidades que se avolumavam em uma terra estranha. Logo, muitos se utilizaram dos materiais que se encontravam disponíveis no local em que iriam se estabelecer. Assim, pedras, para alguns, seriam a primeira, quando não a única opção, para materializar suas habitações e sonhos. A casa que hoje abriga o Museu Ambiência Casa de Pedra traz a marca do tempo em cada detalhe. Trás também, junto a si, a percepção da dor, da coragem, da força necessária para continuar a sonhar com uma vida melhor... Construída por Giuseppe Lucchese, junto a seus filhos Giácomo e Francesco, seria vendida para Jacob Brunetta, em 1913, e posteriormente para David Tomazzoni, em 1946. A multiplicidade de proprietários se faria refletir também nos usos da própria edificação. Assim, ao longo de seus mais de 140 anos, ela seria palco para habitação, comércio e serviços das mais diferentes ordens. Entretanto, em 1974, às vésperas do Centenário da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul, percebeu-se que a casa estava ameaçada tanto pela ação do tempo quanto pelo contínuo desenvolvimento urbano dos bairros existentes em seu entorno. Percepções e lembranças movimentaram o campo da memória local, resultando na sua aquisição pela Prefeitura de Caxias do Sul, onde viria a instalar o atual Museu de Ambiência, inaugurado em 14 de fevereiro de 1975, ano do Centenário da Imigração. Hoje, percebida como um dos mais importantes símbolos da imigração existente na localidade, a casa se encontra ambientada com mobiliário e objetos que remetem ao final do século XIX. Itens de devoção, artesanato, utensílios de cozinha, a rusticidade do fogão feito sobre tijolos, a mesa grande, com seus muitos lugares, os quartos simples de poucos e indispensáveis móveis… Na parte externa encontra-se o forno de barro, o parreiral, que faz alusão à principal atividade agrícola dos imigrantes, além de árvores frutíferas e plantas ornamentais características da região. Um encontro entre o passado e o presente, que simboliza a vida na pequena propriedade, centrada no trabalho familiar, pilar da construção social, cultural e econômica de Caxias do sul.

O espaço conta com mediadores qualificados para deixar a sua visita ainda mais interessante.


Mais informações

Horário de visitação: de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 11h às 17h
Horários aos domingos: consultar pelo telefone (54) 3901-1463
Endereço: Rua Matteo Gianella, nº 531 | Bairro Santa Catarina
E-mail: museumunicipal@caxias.rs.gov.br


Concurso de fotografia “Eu no Museu Ambiência Casa de Pedra”

Envie sua foto no Museu Ambiência Casa de Pedra para o e-mail culturacxs@gmail.com, conforme regulamento abaixo. As inscrições estarão abertas das 12h do dia 01 de agosto até às 17h do dia 18 de agosto de 2018. As fotos concorrentes serão projetadas nas paredes do museu no Dia Internacional da Fotografia, 19 de agosto, das 11h às 17h. A foto mais votada em uma enquete online até o meio-dia do dia 24 de agosto será divulgada durante o encerramento da Semana da Fotografia, dia 25 de agosto, às 20h, no Centro de Cultura Ordovás. Inscrição gratuita.

Regulamento "Eu no Museu Ambiência Casa de Pedra"
Publicado dia 31/07/2018 às 16:14